Vale a pena ser personal trainer em Portugal?

Os portugueses preocupam-se cada vez mais com o seu aspeto físico e com a sua saúde e isso tem reflexo no aumento da atividade física.

Os ginásios ganharam um novo impulso nos últimos anos, com a crescente consciencialização relativamente à importante de levar uma vida mais ativa e menos sedentária.

Nesse contexto, a profissão de personal trainer tem ganho preponderância.

A dificuldade que muitas pessoas sentem em alcançar os seus objetivos no ginásio, abre portas para os serviços dos personal trainers, que além de prepararem um programa específico para os objetivos de cada cliente, ainda assumem a responsabilidade de manter o nível de motivação da pessoa elevado.

1. Bons motivos para ser personal trainer

Se tem interesse em ser personal trainer, mas não tem a certeza da escolha que está a fazer, deixamos aqui algumas vantagens de optar por esta profissão:

  • É uma excelente forma de se manter em forma – Se gosta de estar em forma, se já passa muito tempo no ginásio, se lê tudo o que pode sobre nutrição e treino, então a opção pela profissão de personal trainer é algo natural. Afinal de contas, estará a transformar uma paixão no seu emprego, o que é sempre extremamente positivo;
  • Boas perspetivas futuras – Depois de alguns anos de dificuldade, os ginásios voltaram a estar na moda, impulsionados pela crescente preocupação relativamente à saúde (e também pela maior vontade em mostrar “um corpo trabalhado” – o que é saudável e positivo, diga-se);
  • Possibilidade de trabalhar de forma independente – Ser personal trainer já não é sinónimo de passar os dias num ginásio comercial. Muitos personal trainers optaram por outro caminho e trabalham de forma independente, dando aulas individuais ou de grupo, ao ar livre ou em espaços seus;
  • Bom ambiente de trabalho – A maioria dos ginásios oferece um ambiente de trabalho positivo e descontraído, o que constitui sempre um fator adicional de motivação.

2. Aspetos negativos

Apesar de todas estas vantagens, nem tudo são rosas para um personal trainer. Como acontece em todas as profissões e atividades, também existem aspetos menos positivos. O grande motivo de preocupação para a maioria dos PTs portugueses é a precariedade laboral.

Grande parte das pessoas que trabalha como personal trainer nos ginásios portugueses tem um vínculo precário com a empresa para a qual trabalha, o que condiciona a sua capacidade de fazer planos para o futuro.

3. Em resumo

Principalmente para quem gosta da área do desporto e fitness, ser personal trainer é uma opção interessante e com diversas vantagens, mas também existem possíveis condicionantes negativas que devem ser analisadas.

Veja A Nossa Sugestão

Deixe um comentário

Simular crédito grátisNão paga nada por submeter o seu pedido