Transforme a reciclagem num negócio rentável

Felizmente, a generalidade de população começa a reconhecer que a sustentabilidade do planeta está em casa e que é necessário encontrar formas de poupar recursos e de reutilizar aquilo que já possuímos, ou que os outros não querem.

O que poucas pessoas sabem, é que além de ser uma atividade que contribui para um mundo mais ecológico, a reciclagem pode ser um negócio rentável.

De acordo com os dados recolhidos pela Sociedade Ponto Verde, no ano de 2014, os portugueses encaminharam 419 mil toneladas de embalagens para os Ecopontos.

Ao contrário do que acontecia no passado, todo este lixo urbano não é vai para aterros, sendo antes encaminhado para tratamento e posterior reutilização.

Sabia Que Pode Fazer Dinheiro Com a Reciclagem?

Estes dados são muito positivos e merecem todo o realce, mas neste artigo pretendemos focar a oportunidade que a reciclagem representa em termos de negócio. Sabia que aquilo que para muitos é lixo, para outras pessoas é uma ótima fonte de rendimento?

Se quer fazer dinheiro com esta atividade, o primeiro conceito que deve entranhar é que o valor de um objeto depende da forma como olhamos para ele. Se olhar para um amontoado de ferro enferrujado como simples lixo, então não passará de lixo. Mas se olhar como arte, poderá passar a ser arte, se olhar como uma eventual fonte de rendimento, então poderá realmente sê-lo.

Caso não seja um artista imensamente talentoso, ou alguém particularmente visionário, dificilmente ficará rico com esta atividade, mas a reciclagem oferece a possibilidade de adicionar mais algum dinheiro aos seus rendimento. Por isso, pense duas vezes antes de deitar fora vidro, latas, plástico, papel, artigos eletrónicos, telemóveis ou roupa. Tudo isto pode ter algum valor para outras pessoas.

Junte o útil ao agradável: contribua para a saúde do planeta e aumente o seu rendimento disponível.

O Que Pode Reciclar Para Ganhar Dinheiro

Existem diversos materiais e objetos que pode juntar, para posteriormente trocar por dinheiro. Para que consiga tornar a sua reciclagem em algo lucrativo, o NValores apresenta-lhe a lista dos principais materiais que poderá converter em dinheiro.

  1. Latas – Possivelmente já ouviu referências a pessoas que juntam latas para depois trocar por dinheiro, já que esta é a forma mais comum de ganhar dinheiro com a reciclagem. O valor das latas depende do tipo de material utilizado – as latas de alumínio valem mais do que as de ferro. O valor máximo que pode receber por uma tonelada de latas ronda os 600 euros.
  1. Metais – alguns tipos de metais oferecem boas possibilidades de lucro, principalmente, o cobre. As empresas especializadas em recolha de materiais recicláveis chegam a pagar 5 mil euros por tonelada de cobre. Um valor que é bastante assinalável.
  1. Tampas de plástico – Possivelmente já se questionou porque razão existem tantos pedidos de recolha de tampas de plástico para trocar por uma cadeira de rodas. Como as tampas de garrafas estão presentes no nosso quotidiano e são produtos facilmente armazenáveis, são um escolha óbvia para recolhas de solidariedade. As tampas são depois vendidas a empresas de gestão de resíduos e o dinheiro amealhado é canalizado para a compra da cadeira de rodas, ou do quer que seja que faça falta. Se está a pensar vender tampas de plástico, fique a saber que o valor deste material pode chegar no máximo aos 300 euros por tonelada, o que dá 30 cêntimos por quilo.
  1. Móveis – Antigamente, as pessoas tinham orgulho em comprar móveis que “durassem uma vida inteira”, mas hoje as pessoas fartam-se mais depressa do seu mobiliário e as remodelações são feitas com frequência. Se pensa trocar em breve os móveis de sua casa, não se limite a colocar os antigos no lixo. Contacte uma loja de móveis em segunda mão, ou coloque um anúncio num dos muitos grupos dedicados à venda de artigos.
  1. Artigos de plástico – O plástico está por todo o lado e como tal é mais um dos materiais que pode acumular para vender. Também no que diz respeito a este material, o preço é definido consoante a sua natureza. As garrafas de plástico ou as embalagens Pet valem cerca de 6 cêntimos por quilo, enquanto o plástico do tipo filme (por exemplo, os sacos de plástico) vale algo como 12 cêntimos por quilo.
  1. Material eletrónico – Se tem as gavetas repletas de equipamento eletrónico que ainda funciona, mas que já foi substituído por dispositivos mais avançados, pode tentar vendê-lo em lojas especializadas como a cadeia “Cash Converters”. Em alternativa, pode colocar anúncios no grupos de venda existentes no Facebook, ou num dos diversos sites de classificados (OLX, Custo Justo, Coisas, etc).
  1. Roupa – Todos temos os armários e os guarda-roupas cheios de roupa que não usamos. Pode recuperar espaço nas gavetas se optar por vender toda a sua roupa antiga, que já não se encontra a uso. Diversas marcas promovem campanhas pontuais, que permitem trocar peças de roupa antigas por descontos em novas peças. A alternativa a esta possibilidade, é mais uma vez, a Internet e o seu número infindável de grupos e sites de vendas e produtos usados.
  1. Carros em fim de vida – Se tem um carro que pensa encaminhar para abate, pode entrar em contacto com uma das diversas empresas de gestão de resíduos que existem no país. Estas empresas compram o automóvel completo, procedem ao abate e posteriormente identificam e retiram as peças que podem ser revendidas. Em vez de pagar pelo abate, ainda irá receber uma quantia que pode ultrapassar os 100 euros.

Aproveite estas oito sugestões e transforme a reciclagem num negócio rentável.

Autor: Ricardo Rodrigues

 

CEO e Fundador da RRNValores Unipessoal, Lda, Ricardo Rodrigues gere uma equipa formada por consultores, criadores de conteúdos e programadores que desenvolvem e mantêm uma plataforma gratuita com informação e comparação de produtos bancários.

Formado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e apaixonado pela área Financeira, criou o nvalores.pt em Agosto de 2013 com a missão de garantir uma comparação independente de produtos bancários em Portugal.

Exerceu funções de consultor financeiro independente na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras.

Email: geral@nvalores.pt

7 comentários em “Transforme a reciclagem num negócio rentável

Deixe um comentário

  1. Desejava saber o valor do kg de vidro de garrafas chamado casco e quais são as empresas Portuguesas que o compram.

    Responder
  2. Bom dia. Sou de Viseu e gostava de saber como iniciar o processo de investir em reciclagem (entrega de tampinhas), sendo que tenho alguma facilidade na recolha. Obrigada. Elisabete

    Responder
  3. Boa tarde. Gostaria de saber se me conseguiria ajudar em duas questões, eu gostaria de saber se consegue-me dizer quanto vale o plástico nos dias de hoje? E também gostaria de saber se existem estudos de mercado que digam quanto por cento a população em Portugal gasta diariamente ou mensalmente plástico (como por exemplo; palhinhas, garrafas, sacos, tampas)

    Responder
  4. Bom dia. Gostaria de saber se me consegue ajudar relativamente às empresas que recebem dinheiro pelas tampas de plástico.

    Obrigada.

    Responder
    • Boa tarde Mariana,

      O funcionamento é bastante simples. A contrapartida monetária é sempre baseada no peso do material que foi entregue. Quando as pessoas individuais ou a instituição tem o volume de tampas necessárias para perfazer o montante preciso a empresa à qual as tampas são entregues procede ao devido pagamento.