Taxas MBWay: Quais são as comissões dos bancos em 2020?

Atualmente, um dos serviços mais interessantes para a realização de transferências de dinheiro é sem dúvida o MBWay. Mas, devido à sua elevada popularidade, alguns bancos optaram por alocar taxas MBWay para diversas opções que a aplicação oferece.

A ferramenta é uma solução da SIBS, empresa que gere o Multibanco, e que permite fazer transferências instantâneas, compras online ou físicas e criar cartões de crédito virtuais. Chega mesmo a ser possível levantar dinheiro através do smartphone, tablet ou PC.

Estas funcionalidades estão integrada com as maiores instituições financeiras de Portugal, entretanto, para algumas transações podem ser cobradas taxas MBWay.

A seguir apresentamos uma tabela com os valores das taxas 2020 relativas ao uso do MBWay nos principais bancos portugueses.

Conheça as Taxas no MBWay dos principais bancos em 2020

Conforme mencionamos, apesar de a aplicação MBWay ser isenta de qualquer custo, os bancos integrados com a ferramenta podem cobrar taxas e comissões relativas as transferências realizadas.

Entretanto, é importante acrescentar que o parlamento aprovou em julho deste ano o fim de várias comissões bancárias. Entre as medidas instituiu a limitação das comissões sobre as transferências no MBWay em Portugal.

Dessa forma, as operações até €30 passam assim a ser gratuitas, até um limite mensal de €150 ou 25 transações.

Acima desse valor, as taxas MBWay cobradas por uma transferência passam a estar limitadas a 0,2% ou 0,3% do valor (para cartão de débito e de crédito, respetivamente). A medida passa a entrar em vigor no dia 1 de janeiro de 2021.

De qualquer forma, até à presente data as instituições bancárias ainda estão autorizadas a cobrarem as taxas e comissões MBWay que querem. Portanto criámos uma tabela com os valores exigidos pelos principais bancos.

Confira!

BancosTransferências IntrabancáriasTransferências Interbancárias
moey!Isento (5)Isento (5)
Banco CTTIsento (3)Isento (3)
BIGIsento (3)Isento (3)
Caixa Agrícola de MafraIsento (3)Isento (3)
Deutsche BankIsento (3)Isento (3)
UnicreIsento (3)Isento (3)
ActivoBankIsentoIsento
Millennium BCPIsento1,20€
BankinterIsentoIsento
BBVAIsento>Isento
Best BankIsentoIsento
Caixa Crédito de LeiriaIsentoIsento
EurobicIsentoIsento
WiZinkIsentoIsento
Banco Altantico EuropaIsentoIsento
Caixa Económica Misericórdia de Angra do HeroísmoIsentoIsento
BPI1,20€ (1)1,20€ (1)
Santander0,90€ (4)0,90€ (4)
Crédito Agrícola0,25€ (2)0,25€ (2)
CGD0,85€0,85€
Banco Montepio0,20€0,20€
Novo Banco0,15€0,15€
Novo Banco dos Açores0,15€0,15€
  1. Isenção na app BPI.
  2. Aplica-se comissão quando a transferência é de valor superior a 10€ ou se o número de transferências mensais for superior a 10 operações.
  3. O preçário omite o valor da comissão, neste caso considerou-se a isenção.
  4. Isento para Cartões Stream, #U e #Global U. Através da app Santander é isento para Cartões Stream, #U, #Global U e Mundo 123 e isento para outros cartões até 3 operações por mês de montante igual ou inferior a 50€. Aplicando-se depois comissão de 0,45€ a partir de 3 operações ou de montante superior a 50€.
  5. Isenção na app Moey!. Já em dispositivos móveis o valor da comissão é de 0,25€ se o montante da transferência for menor ou igual a 10€. Comissão de 0,25€ se o número de transferências mensais for maior ou igual a 10 e de valor unitário maior que 10€.

Interessa informar que apesar do banco Santander estar integrado com a aplicação MBWAY, o Openbank não é uma entidade aderente. E, portanto, não é possível realizar transações com a ferramenta.

Se não abre mão de utilizar o MBWay, mas não quer pagar as taxas MBWay, pode sempre ponderar mudar de banco. Optando assim por uma das instituições que não cobram taxas sobre as operações.

Em alternativa ao MBWay pode usar o serviço de homebanking do seu banco, cujas comissões são mais baixas. Ou então pode subscrever algum pacote de serviços bancários que o isentam do pagamento dessa comissão.

Mas, com a limitação de cobrança de taxas no MBWay, vale a pena aguardar até janeiro do próximo ano para a medida aprovada entrar em vigor.

Veja também: 

Autor: Ricardo Rodrigues

 

CEO e Fundador da RRNValores Unipessoal, Lda, Ricardo Rodrigues gere uma equipa formada por consultores, criadores de conteúdos e programadores que desenvolvem e mantêm uma plataforma gratuita com informação e comparação de produtos bancários.

Formado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e apaixonado pela área Financeira, criou o nvalores.pt em Agosto de 2013 com a missão de garantir uma comparação independente de produtos bancários em Portugal.

Exerceu funções de consultor financeiro independente na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras.

Email: geral@nvalores.pt