TAE – Taxa Anual Efetiva

Quem procura casa e necessita de um crédito habitação, já ouviu falar, sem qualquer sombra de dúvida da TAE – Taxa Anual Efetiva.

Contudo, são imensos os consumidores que não sabem ao certo o que esta taxa representa e como é que é efetivamente importante para a escolha de um bom crédito.

Hoje o NValores resolveu abordar este tema, e esclarecer tudo o que necessitar saber, de forma a que esteja consciente de todos os fatos sobre este tópico, antes de solicitar o pedido de crédito.

Descubra: Qual o banco com a TAEG mais baixa

O que é a TAE?

A Taxa Anual Efetiva, também conhecida como TAE, é uma taxa que revela o custo efetivo de um crédito habitação, sendo por isso um ótimo indicador para comparar este tipo de crédito.

Por norma, a TAE é a taxa de juro que deve ser analisada quando solicita um pedido de crédito habitação, pois a mesma reflete qual o valor total dos encargos, comissões e impostos.

É importante salientar, que a TAE não reflete os encargos com os seguros obrigatórios nem de outros produtos que sejam adquiridos como forma de baixar o spread de um crédito.

Esses encargos são refletidos na TAER – Taxa Anual Efetiva Revista.

Legislação para a TAE

A 23 de agosto de 1994, o Decreto lei 220/94 entrou em vigor e veio impor aos bancos algumas questões que até então não eram tidas em conta.

Este diploma, veio estabelecer o regime aplicável à informação que, em matéria de taxas de juro e outros custos das operações de crédito, deverá ser prestada aos consumidores pelas seguintes instituições de crédito:

  • Bancos;
  • Caixa Geral de Depósitos;
  • Caixas económicas;
  • Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo.

Com esta taxa, já passou a ser possível os consumidores terem uma informação mais precisa, sobre o valor do crédito habitação que estavam a contratar, uma vez que a mesma passou a ser obrigatória neste tipo de produto financeiro.

Como calcular a TAE?

A fórmula para calcular a TAE é extremamente complexa, como pode ver na imagem seguinte.

TAE

Contudo, a parte positiva é que os consumidores não têm de todo de utilizar estar fórmula, pois os bancos e entidades que fornecem os créditos já têm a mesma definida.

Contudo, é essencial que utilize esta taxa de forma a realizar comparações entre o valor dos créditos solicitados em diferentes entidades bancárias.

Quando se aplica a utilização da TAE?

Uma vez que a TAE é uma taxa que inclui a alguns dos valores que se encontram associados a um pedido de crédito habitação (embora não contemple os valores dos seguros obrigatórios nem outros produtos que possam ser adquiridos como forma complementar e com intuito de baixar o spread), a aplicação desta taxa é especialmente útil para a realização de comparações entre diversas entidades bancárias.

Contudo, é importante que tenha em conta que os critérios de comparação sejam relativamente idênticos.

Alguns dos critérios que deve ter em conta são:

  • Os montantes têm que ser iguais;
  • Os prazos têm que ser iguais;
  • Os indexantes devem ser iguais.

São com estes três parâmetros idênticos é que é efetivamente possível conseguir obter comparações realísticas sobre o valor total de um crédito habitação, com o apoio da TAE.

Esta taxa é especialmente útil, no caso do spread apresentado ser especialmente baixo e não quiser contratar nenhum produto adicional para baixar o valor do mesmo, servindo com base para comparação com as propostas de outros bancos.

Agora que já sabe o que é a TAE, como é que a mesma funciona, e qual a sua importância na aquisição e comparação de um crédito habitação, não descure da mesma quando realizar as suas simulações.

Se necessitar de algum tipo de ajuda ou esclarecimento adicional, não hesite em contactar-nos, pois estamos à sua inteira disposição para qualquer questão.

Salientamos ainda, que o NValores, não cobra qualquer tipo de comissão de avaliação de crédito pela ajuda prestada aos seus clientes.

Autor: Ricardo Rodrigues

 

CEO e Fundador da RRNValores Unipessoal, Lda, Ricardo Rodrigues gere uma equipa formada por consultores, criadores de conteúdos e programadores que desenvolvem e mantêm uma plataforma gratuita com informação e comparação de produtos bancários.

Formado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e apaixonado pela área Financeira, criou o nvalores.pt em Agosto de 2013 com a missão de garantir uma comparação independente de produtos bancários em Portugal.

Exerceu funções de consultor financeiro independente na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras.

Email: geral@nvalores.pt