Seguros obrigatórios no crédito habitação: Quais são?

Seguros obrigatórios no crédito habitação: Quais são?

By | 2017-10-06T19:33:00+00:00 07/06/2017|Categories: Crédito à Habitação|
Seguros obrigatórios no crédito habitação

Quem solicita um empréstimo para a aquisição de uma nova casa, sabe que existem seguros obrigatórios no crédito habitação.

Contudo, esta é uma temática que suscita ainda imensas dúvidas aos consumidores, nomeadamente no que concerne a contratualização dos mesmos.

Assim sendo, hoje resolvemos explicar-lhe como é que tudo funciona, de forma a que quando proceder à aquisição da sua casa, tenha em seu poder todas as informações relevantes sobre o intuito e funcionamento dos mesmos.

Quais são os seguros obrigatórios no crédito habitação?

Na verdade, existem apenas dois seguros obrigatórios no crédito habitação: seguro de vida e seguro multirriscos.

De forma a perceber qual a finalidade de cada um deles, iremos explicar-lhe em detalhe de seguida.

Veja também: Lista de todos os seguros obrigatórios em Portugal

1 – Seguro de vida do crédito habitação

Pois bem, o seguro de vida é um dos seguros que tem mesmo de contratar se pretende solicitar um empréstimo para adquirir a sua nova casa.

O seu principal objetivo, passa essencialmente por proteger os titulares de um crédito (assim como a própria instituição que o concedeu) dado que o mesmo assegura o pagamento total ou parcial da dívida, em caso de morte ou invalidez dos titulares.

No caso de alguma destas situações se verificarem, o seguro pode ser accionado, sendo que o banco recebe o prémio, liquidando assim, total ou parcialmente o valor em dívida (assegurando a estabilidade financeira da sua família).

O mesmo, torna-se imprescindível, uma vez que evita a possibilidade da perda da habitação no caso de algum imprevisto acontecer.

Quais as principais coberturas de um seguro de vida?

Por norma, as principais coberturas de um seguro de vida são as seguintes:

  • Cobertura de morte;
  • Cobertura de Invalidez Total e Permanente (ITP);
  • Cobertura de Invalidez Absoluta e Definitiva (IAD).

ITP

É importante salientar que a ITP é mais abrangente e pode ser accionada face a qualquer tipo de situação de invalidez, sendo que a indemnização é realizada no caso de incapacidade igual ou superior a 65%.

Assim sendo, se a pessoa segura tiver qualquer tipo de problema de saúde que resulte numa incapacidade de pelo menos 65%, esta cobertura é accionada e o seguro procede à liquidação do montante assegurado.

IAD

Já a IAD, só é ativada se o titular do empréstimo ficar completamente incapacitado e dependente de terceiros para o exercício de qualquer função básica.

É também importante ter em conta que o seguro a contratar deve corresponder à totalidade do capital em dívida (ou seja, se solicitou um empréstimo de 50.000€, o seguro de vida deve corresponder a 50.000€).

Contudo, quando existem dois titulares para o mesmo empréstimo, o seguro de vida pode ser contratado de forma total ou parcial para cada um dos titulares.

Por exemplo, pode contratar 100% para cada um, ou 50% para cada pessoa (ou outras percentagens que queira).

No caso da primeira opção, em caso de morte ou invalidez de um dos titulares do crédito habitação, a seguradora paga a dívida na totalidade à instituição bancária.

No caso de optar pela 2ª opção, a seguradora apenas liquida a percentagem inerente a essa pessoa.

Contratar um seguro de vida com a totalidade do capital em dívida para os 2 titulares de um crédito habitação, pode representar uma despesa um pouco superior todos os meses, contudo, se a segurança é imprescindível para si, esta pode ser a melhor opção, pois garante o pagamento total do empréstimo no caso de ocorrer um imprevisto com algum dos titulares.

O que é o capital seguro e o prémio do seguro?

O capital seguro é o valor que é pago pela seguradora, quando uma das coberturas existentes no contrato é accionada, sendo que esse é o valor base que estabelece o prémio a pagar pelo seguro.

Este, deve corresponder ao capital em dívida ao banco, e é obrigatório, as seguradoras atualizarem esse capital, sempre que haja amortização do valor em dívida.

É importante salientar, que os prémios do seguro de vida são também calculados em função da idade dos titulares.

Assim sendo, se por um lado o prémio vai diminuindo à medida que o capital em divida vai sendo amortizado, por outro lado, o risco aumenta com a evolução da idade (ou seja, o prémio – ou valor pago pelo seguro – também aumenta de forma proporcional).

Como é realizada a adesão ao seguro obrigatório?

É importante que tenha em mente, que quando subscrever o seguro de vida, vai ter de responder a um questionário, de forma a poder atestar o seu estado de saúde.

Depois o mesmo é analisado, e dependendo das respostas, existe ou não a aprovação do seguro, assim como o prémio que é aplicado.

Em alguns casos específicos, poder haver a necessidade de realizar uma consulta médica para que o seguro seja subscrito.

2 – Seguro Multirriscos do crédito habitação

Outro dos seguros obrigatórios no crédito habitação é o seguro multirriscos.

Conheça de seguida um pouco mais sobre o mesmo, a sua finalidade e coberturas.

O que é o seguro multirriscos?

A grande maioria destes seguros, cobre, no mínimo o risco de incêndio, contudo, cada vez mais as seguradoras apresentam coberturas adicionais que permitem a cobertura do recheio da casa e cobertura de outros riscos que possam eventualmente ocorrer.

Na hora de escolher o seguro, é importante que tenham que conta o que é que necessita para o seu dia a dia, e que pode eventualmente ser importante assegurar (responsabilidade civil, proteção contra roubo, proteção de dados causados por água ou eletricidade…).

De forma simples, um seguro multirriscos, é aquele que protege a sua casa, contra as mais variadas intempéries que queira subscrever.

Quais as principais coberturas de um seguro multirriscos?

Existem imensas coberturas que pode adicionar ao seu seguro, contudo, deve ponderar e optar por aquelas que são para si as mais importantes.

Contudo, as principais coberturas são as seguintes:

  • Incêndios, queda de raio ou explosão;
  • Estragos causados por problemas relacionados com a distribuição de água e rede de esgotos;
  • Indemnização por furto ou roubo;
  • Danos causados por tempestades, ventos fortes e ciclones;
  • Inundações e aluimento de terras;
  • Responsabilidade civil do proprietário por danos involuntários (como queda de objetos da varanda em pessoas ou viaturas);
  • Alojamento temporário em caso de privação temporária da habitação;
  • Riscos elétricos (danos em aparelhos elétricos provocados por sobrecarga ou curto-circuito);
  • Fenómenos sísmicos.

Cuidados a ter com o capital do seguro

É importante ter em conta, que quando se contrata um destes seguros obrigatórios no crédito habitação, o montante segurado é estabelecido tendo por base o valor da reconstrução do imóvel.

Assim sendo, torna-se essencial ter em conta qual o valor que se encontra assegurado, pois a indemnização que irá receber depende do mesmo.

Tenha também em conta, que na grande maioria das vezes, o valor de reconstrução do imóvel, é mais baixo do que o valor do mercado, uma vez que não são considerados diversos fatores de avaliação, nomeadamente: terrenos, zonas envolventes, potencial de comercialização, infraestruturas…

Enfim, é importante que tenha o cuidado de atualizar regularmente o capital do seguro, de forma a estar precavido para qualquer eventualidade.

Como é calculado o valor do prémio?

Neste caso em específico, o prémio do seguro é calculado de acordo com inúmeras variáveis como por exemplo:

  • Valor do imóvel;
  • Nível de risco;
  • Localização;
  • Ano de construção;
  • Material utilizado na construção;
  • Se tem boas acessibilidades;
  • Se tem sistema de proteção contra roubo…

Os seguros vida e multirriscos têm que ser contraídos com o próprio banco?

Na verdade, esta é uma das questões mais colocadas no que concerne a aquisição dos seguros obrigatórios no crédito habitação.

A resposta a esta questão é; não. Você não é obrigado a contratar o seguro de vida e o seguro multirriscos à entidade bancária que lhe está a conceder o crédito.

Contudo, na grande maioria das vezes, a contratação dos mesmos a entidades parceiras dos bancos, permite uma negociação e diminuição do spread agregado ao empréstimo.

Mas, é importante, que antes de tomar qualquer decisão, faça diversas simulações e verifique alternativas que lhe garantam que irá pagar o valor mais baixo associado ao crédito.

Agora que já sabe como é que funcionam os dois seguros obrigatórios num crédito habitação, está na hora de começar a analisar as diversas opções do mercado e optar pela melhor alternativa para as suas necessidades.

Se está neste momento à procura de um imóvel para comprar, mas sente-se um pouco perdido no meio de simulações e análises bancárias, consulte-nos e peça uma simulação pois podemos ajudá-lo a obter as melhores soluções para comprar a sua nova casa.

Temos diversos consultores financeiros que podem facilmente ajudá-lo a encontrar a sua casa de sonho e conseguir o crédito mais barato com o spread mais baixo e que melhor se adapte às suas necessidades.

Veja também: Custos do Crédito Habitação: Quais são os principais?

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2017-10-06T19:33:00+00:00 07/06/2017|Categories: Crédito à Habitação|

About the Author:

Ricardo Rodrigues é CEO e Fundador do NValores desde 2013. Plataforma para pedir crédito online. Nomeadamente crédito pessoal, crédito consolidado e crédito habitação. Email: geral@nvalores.pt