Início / Artigos / Seguros / Qual o melhor seguro financeiro em Portugal?

Qual o melhor seguro financeiro em Portugal?

Qual o melhor seguro financeiro em Portugal?

Em Portugal, a oferta de seguros pode ser dividida em dois grupos: seguros do ramo Vida e Não Vida. Dentro do ramo Vida, além dos já muito conhecidos seguros de vida, também podemos encontrar os seguros financeiros.

Estes, por sua vez, são classificados em duas modalidades: os seguros de capitalização e os seguros ligados a fundos de investimento, também chamados de unit linked.

De seguida, explicamos como funciona cada um destes seguros, bem como as melhores opções disponibilizadas no mercado.

Seguros financeiros: O que são e quais as melhores ofertas em Portugal

Ao contrário das outras tipologias, os seguros financeiros não têm como objetivo a proteção de um bem, mas sim a rentabilização de capital.

Nestes contratos, em geral, o tomador de seguros recebe o capital investido, mais o rendimento obtido. É importante frisar que se trata de um investimento feito a médio ou longo prazo.

A principal diferença entre as modalidades de seguros financeiros, ou seja, os de capitalização e os fundos de investimento, está relacionado com o risco da operação.

Os seguros de capitalização têm um risco reduzido e geralmente garantem o capital investido e a rentabilidade mínima. Já os seguros unit linked têm um risco maior e não oferecem garantia ao titular do contrato.

De seguida, explicamos mais detalhadamente as principais características de ambos os seguros.

Seguros de capitalização

Se deseja encontrar os melhores seguros de capitalização, deve saber que estes são produtos financeiros direcionados para a aplicação de poupanças. E, têm um risco inferior, quando comparados aos seguros de fundos de investimento.

Quanto à contratação, o segurador compromete-se em pagar um valor fixado previamente, em troca do pagamento do prémio único ou periódico por parte do segurado.

Isso permite ao segurado criar uma poupança programada e flexível a médio ou longo prazo.

Apesar de apresentar um risco reduzido, os seguros de capitalização não possuem um fundo de garantia de seguros. Isso significa que a garantia sobre o capital investido é dada pelo próprio segurador.

Este produto é mais indicado para investidores com um perfil mais conservador. Isto porque além do menor risco poderão aproveitar vantagens fiscais no IRS, nomeadamente na tributação sobre os rendimentos obtidos.

Conheça algumas das percentagens que pode obter pelo IRS:

  • 11,2% no resgate após oito anos
  • 22,4% no resgate entre o quinto e o oitavo ano
  • 28% no resgate até ao quinto ano


Seguros ligados a fundos de investimento

Os seguros unit linked possuem capital variável e o valor a receber pelo beneficiário depende, total ou parcialmente, de um valor de referência. Este valor é constituído por unidades de participação.

As unidades de participação são, normalmente, representativas de fundos autónomos constituídos por ativos do segurador ou por unidades de participação de um ou vários fundos de investimento.

Por sua vez, a rendibilidade irá depender da evolução do valor destes ativos. São investimentos indicados para um perfil mais dinâmico, já que os riscos são suportados, de forma total ou parcial, pelo tomador de seguro.

Isso significa que o investimento pode não resultar em quaisquer rendimentos ao segurado, havendo o risco, inclusive, da perda do capital investido.

Qual é o retorno e como é feito o resgate dos seguros financeiros?

Investir nos seguros financeiros pode significar ter o capital e rendimento garantido, no caso dos seguros de capitalização.

Podem também depender da valorização de um conjunto de ativos, como o mercado monetário e obrigações financeiras, no caso dos unit linked.

Ou seja, os produtos são direcionados para diferentes perfis de investidores. No que toca ao resgate, é importante salientar que estes seguros consistem em aplicações financeiras pensadas a médio e longo prazo.

Até mesmo para garantir uma tributação mais favorável, o ideal é investir com um prazo de, no mínimo, superior a 5 anos e 1 dia.

Mas, é claro que pode resgatar o seguro, total ou parcialmente, a qualquer momento. Em alguns casos, o resgate antecipado pode resultar no pagamento de uma comissão. Mas, no geral, para prazos superiores a 12 meses não há penalização.

Quais são os melhores seguros financeiros em Portugal?

Na verdade, a melhor opção vai depender tanto do perfil quanto dos objetivos do investidor.

Antes de subscrever algum destes seguros, avalie quais são os riscos que está disposto a enfrentar e o nível de rendibilidade que espera do investimento.

Para ajudar nesta missão, segue abaixo uma tabela com algumas das melhores ofertas de seguros financeiros em Portugal.

Banco/SeguroProdutoTipo Seguro FinanceiroRetorno médio anual (cenário favorável)Prazo
Banco Best – UNA SegurosAforro 4Seguro de Capitalização0,40%8 anos
Novo Banco – Gama LifeFundo Autónomo Global Invest PrudenteSeguro de Capitalização1,70%8 anos e 1 dia
AllianzAllianz Advanced Fixed Income EuroSeguro Fundos de Investimento3,12%3 anos
AllianzAllianz Capital Plus CTSeguro Fundos de Investimento7,08%3 anos
BPIBPI Multi-Soluções – Fundo Autónomo DefensivoSeguro Fundos de Investimento0,32%8 anos e 1 dia
CGD – FidelidadeFlexi-Mais – Opção de Investimento ConservadorSeguro de Capitalização0,10%8 anos e 1 dia

As informações e valores apresentados têm por base um investimento de 10.000 euros.

Como pode perceber, os seguros ligados a fundos de investimentos possuem maior rentabilidade, por serem de maior risco.

Dito isso, o seu perfil de investidor (conservador, moderado ou dinâmico) deve ser considerado antes de subscrever os seguros financeiros.

Aplicar estes seguros é uma boa solução para fazer o seu dinheiro render mais e ajudar a manter a estabilidade financeira da família.

Avalie os riscos e benefícios, tenha como base as informações do nosso artigo e encontre o melhor produto para si.

Se precisar de ajuda. Fale connosco! Simulação de seguros de capitalização – Sílvia Henriques

Autor: Ricardo Rodrigues

 

CEO e Fundador da RRNValores Unipessoal, Lda, Ricardo Rodrigues gere uma equipa formada por consultores, criadores de conteúdos e programadores que desenvolvem e mantêm uma plataforma gratuita com informação e comparação de produtos bancários.

Formado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e apaixonado pela área Financeira, criou o nvalores.pt em Agosto de 2013 com a missão de garantir uma comparação independente de produtos bancários em Portugal.

Exerceu funções de consultor financeiro independente na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras.

Email: geral@nvalores.pt