Conheça 6 projetos inovadores de turismo em Portugal

O turismo, que no ano passado foi responsável por cerca de 15% do PIB português, foi uma das áreas mais afetadas pela pandemia de covid-19.

Ainda assim, tal como referiu a membro do Comité Executivo do Pestana Hotel Group, Verónica Soares Franco, no Ciclo de Debates “(Re)Pensar o Futuro do Turismo” – iniciativa promovida pela Fábrica de Startups, no âmbito do programa Tourism Explorers -, “esta experiência levou-nos à criatividade máxima e à inovação”, dando origem a inúmeras oportunidades, sejam elas relacionadas com a mobilidade e a conectividade, a transformação digital, a sustentabilidade e o impacto social ou com segurança e smart cities.

A Fábrica de Startups já realizou mais de 8 programas na área do turismo, pela qual passaram mais de 900 empreendedores e mais de 300 startups, das quais 60% continuam no ativo.

Projetos inovadores de turismo em Portugal

As seis startups que apresentamos a seguir são apenas alguns exemplos de projetos inovadores de sucesso, relacionados com a área do turismo, que passaram pelo programa de Ideação e Aceleração Tourism Explorers e que, contra as adversidades, conseguiram dar a volta à crise:

Live Electric Tours

Live Electric Tours

A Live Electric Tours foi fundada em 2017, por Djalmo Gomes e Luís Lucas, e trata-se de uma experiência de self-drive, com viaturas 100% eléctricas, espalhadas por algumas cidades portuguesas, como Lisboa, Porto, Évora e Sintra, e também por algumas cidades europeias, como Málaga e Roma.

Estas viaturas têm um assistente pessoal de turismo, que conta tudo aquilo que se está a ver numa cidade, internet grátis, para qualquer pessoa se poder conectar ao carro, e uma câmara live, que permite partilhar toda a experiência em direto para as redes sociais, com os amigos e familiares, ao mesmo tempo que se está a fazer a tour.

Com a pandemia, a Live Electric Tours foi obrigada a reinventar-se, criando um novo tour, exclusivo e sustentável – os Tours privados Tesla -, onde um grupo de pessoas, no máximo até seis pessoas, podem ir num carro 100% elétrico, da marca Tesla, e que segundo Djalmo Gomes “responde a esta necessidade de exclusividade, privacidade, distanciamento e segurança”.

Em 2018, a Live Electric Tours não só recebeu um investimento de 700 mil euros pela sociedade de capital de risco Portugal Ventures, como também foi considerada a melhor startup de Turismo da Europa nos prémios Startup Europe Awars e, mais recentemente, em 2020, a melhor startup do mundo na categoria de sustentabilidade, nos prémios UNWTO Tourism Startup Competition.

A Live Electric Tours foi a vencedora da primeira edição do Tourism Explorers, em Lisboa.

Para Djalmo Gomes “foi uma aventura”. “Sou sincero, não sabia muito bem ao que ia”, admite, acrescentando que, na altura em que participaram, já tinham “o negócio a andar”, mas que, ainda assim, foi muito bom passarem pelo programa, para conseguirem “meter as agulhas nos sítios certos” e afinarem “tudo aquilo que foi importante” para o seu futuro.

Visitar website

Fast-MP

Fast-MP

Fundada por João Gaspar e Ricardo Lopes, em 2017, a Fast-MP é uma plataforma online que funciona como uma ferramenta de trabalho para o canal horeca (hotéis, restaurantes e cafés), ao acabar com as filas de espera, otimizar processos, contribuir para o aumento de vendas e diminuir o tempo de espera dos clientes.

Esta aplicação inclui serviços de pedidos na mesa, de takeaway e de entrega ao domicílio, reservas e pagamentos via MB WAY, ativados de acordo com as necessidades de cada cliente.

Os serviços de takeaway e de entrega ao domicílio são duas apostas recentes – resultantes da necessidade dar resposta a novos desafios impostos pela pandemia de Covid-19 -, para ajudar as suas empresas clientes a criar condições de segurança para servir os seus clientes.

A Fast-MP foi a grande vencedora da 3ª edição do Tourism Explorers, arrecadando um investimento no valor de 10.000€, que os ajudou a financiar a plataforma.

João Gaspar explica que o Tourism Explorers “é uma referência na área do turismo” e que ficaram “surpreendidos pela positiva com a metodologia da Fábrica de Startups e pela capacidade de desenvolver competências num curto espaço de tempo”, confessa João.

Visitar website

Varina

Varina

A Varina é uma startup de turismo de base comunitária, fundada em 2017, que participou na edição de 2019 do Tourism Explorers. Desenvolve as suas atividades nas vilas piscatórias da Trafaria e Costa de Caparica, promovendo a sustentabilidade cultural e ambiental, a partir do empoderamento, capacitação e valorização das comunidades piscatórias.

Numa altura em que a preocupação ambiental e de impacto comunitário começam a crescer, a Varina apresenta-se como uma startup de referência na área do impacto social.

Mais recentemente, e como consequência da pandemia, a Varina teve de começar a dar resposta a novos desafios como, por exemplo, a falta de equipamentos informáticos nas escolas e nas famílias locais. Joana Silva, Fundadora e CEO da Varina, explica que tiveram de se unir “a outras organizações locais em busca desses mesmos equipamentos, para doar às famílias”.

Relativamente ao Tourism Explorers, Joana Silva refere que decidiram participar no programa, porque acreditavam muito no potencial do mesmo e porque esta era também uma oportunidade de darem a conhecer o seu projeto.

Para Joana, uma das mais-valias do Tourism Explorers é o networking: “é sempre bom criar novas parcerias, conhecer novos exemplos, partilhar sucessos e até algumas frustrações”.

Visitar website

Bag4Days

Bag4Days

Fundada em 2016, a Bag4days é uma startup de aluguer de malas de viagem, que vão desde as típicas malas de bagagem, até às malas mais específicas, para transportar vinhos ou bicicletas, e que podem ser entregues e/ou recolhidas em qualquer país da Europa.

A Bag4days incentiva a prática de recursos sustentáveis, através da partilha de bens de consumo duráveis, contribuindo, assim, para a sustentabilidade do meio ambiente.

Em 2019, depois da participação no Tourism Explorers, a Bag4days recebeu um investimento por parte da Portugal Ventures, que segundo o seu Fundador e CEO, Rúben Marques, os veio ajudar:

“se não tivéssemos tido investimento deles e a ajuda deles, possivelmente a empresa já estava fechada, por causa desta questão da pandemia de COVID-19”.

Rúben Marques diz que tirou bastante proveito da participação no Tourism Explorers: “foi uma forma de eu olhar para a empresa e para a forma como estávamos a trabalhar e mudar algumas coisas”.

“Para quem tenha uma ideia para lançar, quer para quem já tenha uma ideia no mercado, faz todo o sentido participar, de forma a poderem validar o seu modelo de negócio e a olhar para a empresa da forma como está estruturada e perceberem se faz sentido continuar, se faz sentido mudar alguma coisa ou acrescentar ainda mais”, acrescenta Rúben Marques.

Visitar website

Bloq.it

Bloq.it

A Bloq.it é uma startup, fundada em 2019, por João Lopes, Miha Jagodic e Ricardo Carvalho, que desenvolve tecnologia para cacifos inteligentes. Estes cacifos podem ser encontrados em vários locais, como praias ou centros comerciais, e ter várias funcionalidades, como guardar pertences pessoais ou carregar telemóveis, tudo controlado através de uma aplicação.

Segundo João Lopes, a pandemia veio ajudá-los a acelerar a mudança que tinham previsto para o seu modelo de negócio e adaptar a sua oferta à situação atual: “um dos nossos primeiros negócios B2B relevantes que fechámos foi exactamente por causa da questão do Covid”.

Durante a última edição da Web Summit, a Bloq.it foi eleita pelo público a startup mais inovadora pela Taikai, que promoveu a competição Blockchain Side Pitch Competition durante a cimeira.

Tendo participado no Tourism Explorers em 2019, João Lopes diz que “para uma early stage startup ou um projeto recente, a aprendizagem e os exercícios deste programa trazem muito valor, visto que permitem aos participantes pôr as suas ideias e conceitos em prática e ter feedback imediato de players relevantes e com bastante experiência”.

João Lopes refere, ainda, que “os guest speakers e as sessões de feedback trazem imenso valor, assim como as conexões que podem ser feitas durante o programa”.

Visitar website

Sailside

Sailside

Fundada por João Villas Boas, Diogo Capela, Ricardo Lobo, Pedro Canedo e Pedro Lourenço, a Sailside põe em contacto donos de barcos, com pessoas que têm interesse em usufruir desses mesmos barcos, facilitando a transação e cobrando uma comissão.

João Villas Boas diz que, em termos técnicos, são “um Peer-to-Peer Boat Rental Marketplace, mas de um ponto de vista muito simples, um Airbnb dos barcos”.

Relativamente a desafios e oportunidades originadas pela pandemia, João Villas Boas partilhou que este acabou por ser o seu “melhor verão de sempre”, pois, apesar das dificuldades por que tiveram de passar, conseguiram, através de “uma estratégia de produção de conteúdos próprios”, mostrar que existem uma série de medidas de segurança que a Sailside cumpre “e que promovem que o passeio seja o mais Covid safe possível”.

A Sailside foi a grande vencedora da 1ª edição do Tourism Explorers, arrecadando um incentivo no valor de 10.000€. Este programa, segundo João Villas Boas, ajudou-os a “validar a ideia e várias partes do processo” e permitiu-lhes também “tornar mais eficiente” o seu “processo de vendas e o nosso produto”.

Em 2019, recebeu investimento por parte da Portugal Ventures, resultado de uma Call feita em parceria com o Turismo de Portugal, o Centro de Inovação do Turismo (Nest) e a Fábrica de Startups.

Visitar website

Se também quer criar ou desenvolver um negócio inovador, de sucesso, na área do turismo, só tem de se inscrever no Tourism Explorers, até ao dia 7 de outubro. Trata-se de uma iniciativa lançada pelo Turismo de Portugal e pela Fábrica de Startups, que acontece em 12 cidades, e que pretende capacitar os empreendedores de todo o país, ajudando a reduzir as assimetrias regionais, após um período de estagnação do setor.

Veja também: Negócios Rentáveis em Portugal? 50 Ideias lucrativas

Advertisement

Autor: Ricardo Rodrigues

 

CEO e Fundador da RRNValores Unipessoal, Lda, Ricardo Rodrigues gere uma equipa formada por consultores, criadores de conteúdos e programadores que desenvolvem e mantêm uma plataforma gratuita com informação e comparação de produtos bancários.

Formado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e apaixonado pela área Financeira, criou o nvalores.pt em Agosto de 2013 com a missão de garantir uma comparação independente de produtos bancários em Portugal.

Exerceu funções de consultor financeiro independente na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras.

Email: geral@nvalores.pt