30 dicas para poupar dinheiro em tempos de crise

Épocas de grandes dificuldades obrigam-nos a puxar pela imaginação e a reinventar novas formas de fazer a gestão do orçamento familiar. Saber como poupar dinheiro em tempos de crise é essencial para garantir um futuro financeiramente estável.

As dificuldades que se abateram sobre a população no mundo todo, obrigou-nos a reaprender como poupar. Recuperando alguns hábitos dos nossos avós, mas também aproveitando novos recursos para reduzir a lista mensal de despesas.

Como muitos portugueses ainda sentem dificuldades em implementar estratégias eficazes de poupança, o NValores reuniu dicas que o vão ajudar a impor hábitos saudáveis de poupança.

Poupar dinheiro: 30 Dicas para tempos de crise

Porque poupar dinheiro em tempo de crise é realmente essencial para acautelar o futuro, tente seguir o maior número de dicas possível.

1. Comece pelo essencial: faça o cálculo do seu orçamento mensal e procure incluir todas as despesas correntes e todas as despesas anuais fixas.

2. Esforce-se para fazer uma previsão de todas as despesas extra que terá durante um ano. Estas despesas incluem: a compra de presentes, despesas com os carros na oficina, etc.

3. Para conseguir realmente poupar dinheiro deve fazer uma revisão mensal do seu orçamento e fazer os ajustes necessários.

4. Um dos princípios fundamentais da poupança em tempos de crise ordena que se constitua um fundo de emergência. O fundo deve ter um valor de três a seis vezes superior ao rendimento mensal da família.

5. Para aprender como poupar tem de fazer cedências. Comece por identificar prioridades e despesas dispensáveis e comece a cortar nos gastos desnecessários.

6. Poupar em tempo de crise não significa abdicar de todos os prazeres e momentos felizes da vida. Separe mensalmente uma pequena quantia a pensar nos presentes de Natal. Esta dica é especialmente importante para as famílias que têm crianças.

7. Se optar pelos produtos da época conseguirá uma poupança substancial, já que os produtos são sempre mais baratos na sua época normal. Também pode poupar dinheiro se der preferência aos produtos da sua região.

8. Outra das regras mais importantes da poupança em tempos de crise é deixar de fazer refeições fora de casa. Evite ir ao restaurante e comece a confeccionar todas as suas refeições em casa. Comece também a beber o café em casa, ficará muito mais barato.

9. Planeie as refeições de forma antecipada. Se tiver pouco tempo para cozinhar durante a semana, prepare as refeições semanais durante o fim-de-semana e congele-as.

10. Para poupar dinheiro de forma eficiente deve ir sempre às compras com uma lista e tem de manter-se fiel aos produtos que estipulou. Evite ceder a tentações: se a lista não tem sumos ou doces é porque estes produtos não fazem falta.

11. Também pode poupar na conta da água. Opte sempre pelo duche invés banho da imersão e não deixe a torneira aberta enquanto lava a loiça ou enquanto lava os dentes.

12. Se o seu carro já tem uma certa idade, então é provável que possa poupar dinheiro no seguro. Tem cobertura de danos próprios? Considere abdicar desta cobertura que pode ser desnecessária.

13. Use bem as possíveis rendas extras, como por exemplo, um prémio de gratificação, fazer bom uso desse dinheiro pode fazer toda a diferença. Se não tiver nenhum gasto urgente, guarde o máximo possível para uma emergência futura.

14. Evite fazer parcelamentos no cartão de crédito ou utilizar os descobertos bancários. Os juros podem parecer insignificantes no princípio, mas rapidamente se tornam numa bola de neve difícil de parar. Evitando estes gastos, não gasta dinheiro de forma irresponsável e consegue poupar.

15. Use a tecnologia como aliada. Pode usar aplicações e ferramentas que ajudam a gerir as finanças e a controlar os gastos. Pesquise até encontrar as que forem mais interessantes para si.

16. Fique atento aos descontos e oportunidades sazonais. Após as datas que representam maiores vendas para o comércio em geral, como Natal, Dia da Mãe, dia do pai, dia dos namorados, é comum vermos produtos com desconto. Estas podem ser verdadeiras oportunidades para comprar algo por um preço acessível.

17. Atenção aos gastos com a energia elétrica. Ao sair de uma divisão, apague as luzes. Faça também os cálculos para uma possível substituição de lâmpadas convencionais por lâmpadas de led, em especial nos locais mais utilizados da casa. Assim poupa em lâmpadas e ainda consegue poupar dinheiro na eletricidade.

18. Procure expor-se menos às publicidades, em especial àquelas que utilizam os canais digitais. Todos nós recebemos vários e-mails diários com ofertas “irresistíveis e únicas” que se não forem aproveitadas “agora mesmo” nunca mais voltarão. O melhor a fazer é anular a subscrição dessas listas de e-mails ou produtos para evitar a tentação de comprar algo que não precisa no momento.

19. Que tal fazer uma inspeção geral na sua casa e listar todos os objetos que não usa e depois vendê-los ou trocá-los por algo mais útil? Esta é uma maneira interessante de economizar dinheiro no dia a dia.

20. Outra técnica de poupança é optar pelo arranjo invés da troca. Desde um bem de maior valor, como um carro ou moto, até pequenos eletrodomésticos. É desejável que opte por arranjar um defeito em vez de trocar por um novo, sempre que possível.

21. Outra maneira eficaz de poupar dinheiro em tempos de crise está relacionada à moradia. Dividir um imóvel com familiares ou amigos vai reduzir bastante os gastos e ajuda a poupar dinheiro durante o mês.

22. Procure programas de benefícios e registe os cartões em programas de pontos. Muitas marcas dão descontos que vão de serviços a eletrodomésticos.

23. Desapegue-se dos rótulos. Que tal experimentar uma marca nova de molho de tomate, por exemplo? Às vezes estamos tão acostumados a um serviço que nem consideramos outras opções. Mas esta é a hora de arriscar e procurar alternativas em serviços, alimentos e vestuários.

24. Tente aumentar o rendimento mensal. Pense naquilo que faz bem, e que pode transformar-se numa fonte de renda complementar. Pode dar aulas particulares de uma matéria que domina, fazer um trabalho de freelancer, criar um e-commerce, fazer tutoriais de maquilhagem…

25. Convoque a família a economizar. É quase impossível levar a economia para dentro do lar sem que todos contribuam com esse esforço. Por isso, incentivar a família na causa de economizar e poupar dinheiro é muito importante.

26. Controle os pequenos gastos. Quando contabiliza o cafezinho, o docinho ou a gorjeta no papel (ou no programa de controlo financeiro) ficará impressionado com as proporções que podem tomar.

27. Pague as suas contas em dia. Fique atento às datas de pagamento das contas, pague em dia e evite a cobrança de juros e multas. Se tiver desconto no pagamento antecipado, programe-se para isso.

28. Faça uma previsão de custos do carro como financiamento, manutenção, seguro, combustível, etc. Muita gente compra um carro sem ter uma boa noção de quanto custa mantê-lo. É importante simular os custos para avaliar melhor se realmente deve comprar ou manter um carro, ou mesmo substituir o modelo atual por outro com menores custos.

29. Sempre que fizer uma compra fora do planeamento, estabeleça uma compensação, como por exemplo, 10% do valor vai para os investimentos. O objetivo dessa compensação é lembrá-lo que deve-se esforçar ao máximo para manter o foco na economia de dinheiro quando fizer um gasto fora do planeado.

30. Prepare-se para a próxima. Vão aparecer mais crises, e elas nunca avisam. E muitas vezes vemo-nos em crises financeiras pessoais, sem precisar de uma. Então, temos de saber o quanto gastamos mensalmente e aos poucos criar uma reserva de emergência suficiente para nos mantermos bem durante seis meses, no mínimo.

Como referimos no início deste artigo, poupar dinheiro em tempo de crise é extremamente importante, porque permite construir um caminho para uma situação financeira mais estável. Comece já a seguir a poupar com a ajuda de todas estas dicas.

Veja A Nossa Sugestão

Autor: Ricardo Rodrigues

 

CEO e Fundador da RRNValores Unipessoal, Lda, Ricardo Rodrigues gere uma equipa formada por consultores, criadores de conteúdos e programadores que desenvolvem e mantêm uma plataforma gratuita com informação e comparação de produtos bancários.

Formado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e apaixonado pela área Financeira, criou o nvalores.pt em Agosto de 2013 com a missão de garantir uma comparação independente de produtos bancários em Portugal.

Exerceu funções de consultor financeiro independente na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras.

Email: geral@nvalores.pt