O Portal das finanças está cada vez mais complexo

O Portal das finanças está cada vez mais complexo

By | 2016-04-07T20:15:52+01:00 08/04/2016|Categories: Impostos|

Estamos em abril e encontra-se a decorrer a entrega da declaração de IRS no portal da finanças referente ao ano de 2015. No entanto, além das dúvidas que já eram previstas devido às alterações na entrega da declaração (em grande parte associadas à questão do e-fatura e como iria funcionar uma vez que 2016 é o primeiro ano que esta plataforma é utilizada), muitas outras dúvidas têm surgido devido à complexidade e quantidade de questões que são necessárias verificar antes de se conseguir submeter a declaração.

Antigamente entregar o IRS é algo relativamente simples e com pouca complexidade associada, bastava realizar os cálculos das faturas, e colocar o valor final nessa rubrica e já estava. Atualmente entregar o IRS no portal das finanças não funciona bem da mesma maneira.

Dúvidas mais frequentes na entrega da declaração de IRS em 2016

Os contribuintes portugueses estão atualmente com algumas dúvidas na entrega da declaração de IRS em 2016.

Além da questão relativa aos browsers incompatíveis, uma das questões mais recorrentes está relacionada com os encargos com os juros do crédito habitação (que até este ano não contavam como despesa de IRS). Isto porque os montantes não são transportados para a declaração eletrónica.

No entanto, caso tenha montante de juros associado ao crédito habitação, não precisa de se preocupar, pois os mesmos são pré-preenchidos automaticamente, mas não são visíveis, ou seja, eles estão lá mas você não os pode ver. Salientamos que é sempre preciso que vá ao quadro 7 do anexo H e preencha os dados solicitados relativamente ao imóvel cujos juros digam respeito.

Na verdade, o preenchimento da declaração de IRS no portal das finanças referente a 2015 deveria ter sido simplificado, mas em detrimento disso tornou-se algo labiríntico e bastante mais complicado do que era anteriormente. Depois de vários milhões gastos e dos esforços para simplificar a entrega da declaração de IRS em 2016, os contribuintes achavam que o processo iria ser mais transparente, no entanto verifica-se exatamente o contrário.

Demasiada burocracia que está a tornar algo simples numa verdadeira dor de cabeça para a grande maioria dos contribuintes portugueses. Vamos ficar a aguardar que até ao final do mês vão ser com toda a certeza detetados mais erros e complexidades do portal das finanças durante o decorrer deste processo.

Caso tenha alguma dúvida relativamente à entregado IRS o NValores tem à sua disposição um guia passo-a-passo de como o fazer, em alternativa temos também disponível um serviço de entrega de IRS que tem um valor máximo de 20€ na 1ª fase e 35€ na 2ª fase.

Se entretanto tiver alguma questão, não hesite em contactar-nos.

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2016-04-07T20:15:52+01:00 08/04/2016|Categories: Impostos|

About the Author:

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira dos Portugueses. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt

Leave A Comment