Openbank - Este banco online chega em 2019 - NValores

Openbank – Este banco online chega em 2019

By | 2019-10-01T19:14:06+01:00 01/10/2019|Categories: Banca|Tags: |

A verdade é que os bancos digitais são cada vez mais uma realidade. Por isso, hoje iremos apresentar-lhe detalhadamente o Banco digital Openbank, que chegará em breve ao mercado português.

O banco espanhol Santander está em fase de lançamento do seu banco totalmente digital, o Openbank. E, é expectável que o mesmo seja lançado em dez novos mercados a curto/médio prazo.

Embora esta vertente online tenha sido testada no mercado alemão, aquando do lançamento do banco digital foi anunciado que ainda este ano o Openbank passará a operar também em Portugal.

Já com todos os trâmites em avanço para atuar em solo português, este banco digital já se encontra na lista de instituições autorizadas pelo Banco de Portugal. A par disso também já está registado na União Europeia como instituição de crédito.

Entretanto, antes de se estabelecer de forma concreta, o Openbank deve iniciar as suas operações através de um projeto piloto, que é constituído por um número de clientes bastante reduzido.

Este modelo de operação foi implantado na Alemanha, sendo que o Openbank em Portugal deve seguir o mesmo procedimento quando entrar em atividade. O teste deve ter a duração prevista de dois a três meses.

Investimentos no Openbank

A tecnologia avança cada vez mais em diversos setores de mercado, e como também não poderia deixar de ser, ganha força no universo financeiro.

Os bancos digitais estão-se a expandir cada vez mais, e o Openbank chega ao mercado já com a vantagem de estar vinculado a um dos gigantes do setor bancário, o Grupo Santander.

E a tendência é que esse modelo de banco venha a consolidar-se ainda mais, tendo em vista os investimentos aplicados no setor.

De acordo com a presidente do Banco Santander, Ana Botín, nos próximos quatro anos deve haver um investimento superior a 20.000 milhões de euros na transformação tecnológica e digital.

Segundo Botín, o investimento tem a finalidade de “melhorar a experiência dos clientes, aumentar a confiança e reduzir custos”.

A presidente ainda ressaltou que o Openbank tem o perfil de uma startup, porém ao mesmo tempo possui aspetos dos bancos tradicionais como a confiança, ponto chave para os negócios financeiros.

Essa confiança reflete-se nos números apresentados pelo Openbank.

Atualmente, a instituição conta com uma base de depósitos de 9,2 biliões de euros e mais de 1,2 biliões em produtos de investimento voltados para os clientes.

O investimento, tanto em hipotecas quanto em consumo chega a 600 milhões de euros, e com um índice de crescimento de 164% no ano de 2018.

Os serviços serão disponibilizados através de uma plataforma única, com destaque para algumas funcionalidades voltadas para os mais diversos perfis de investidores.

De fato, a expectativa é grande em relação à operação do banco. Tanto que na Alemanha a lista de espera para se tornar cliente desta entidade bancária já supera mais de 5 mil pedidos.

A expansão internacional da entidade deve produzir efeito semelhante em outros países. Assim o Openbank em Portugal também deve ser bastante aguardado por quem procura maior modernidade e praticidade na administração das suas finanças.

O Openbank Reforça a marca Santander S.A. no continente europeu

Com a chegada do Openbank, o Grupo Santander que é liderado pelo Banco Santander S.A, a maior instituição financeira da zona do Euro, ampliará ainda mais a sua participação no mercado europeu.

A marca Banco Santander S.A. é considerada pelo ranking BrandZ como a terceira marca mais valiosa da Espanha, avaliada em 9.034 milhões de euros (9.879 milhões de dólares)

O Banco Santander tem sua origem na cidade Santander, na Espanha. O mesmo começou a operar em 1857 no país, porém, atualmente é um grupo bancário de escala global. Em Portugal, o Banco Santander foi fundado em 1988, e é atualmente o terceiro maior banco do país ibérico.

Por fim, os portugueses terão com a chegada do Openbank Portugal, a garantia da praticidade na hora de abrir uma conta online, efetuar transações e obter vantagens associadas ao crédito.

Num mundo altamente globalizado, a utilização dos serviços 100% digitais não é mais uma tendência a ser seguida, mas sim, uma grande realidade que deve ser implementada por qualquer instituição bancária.

O futuro já abriu as suas portas ao mercado financeiro.

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2019-10-01T19:14:06+01:00 01/10/2019|Categories: Banca|Tags: |

About the Author:

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira dos Portugueses. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt

Leave A Comment