IRS dos reformados: Novidades para 2018

IRS dos reformados: Novidades para 2018

By | 2019-03-29T15:17:24+01:00 16/01/2018|Categories: Impostos|Tags: , |

2018 não será propriamente um ano com muitas novidades no que concerne o IRS dos reformados.

Algumas das principais alterações foram realizadas em 2017, e muitas delas ainda se mantêm.

Contudo, de modo a que saiba desde já quais as alterações que chegaram com a entrada do novo ano, vamos esclarecer todas as alterações que até agora já se encontram aprovadas.

1 – Principais alterações relativamente ao IRS dos reformados

Com o início de 2018 chegam boas notícias para quem já se encontra reformado. A alterações aprovadas vão permitir que mensalmente algum dinheiro seja reposto na sua reforma. Assim sendo, as principais alterações são as seguintes.

1.1 – Aumentos no valor das pensões

Os aumentos de pensões vão ser um pouco mais generosos em 2018, sendo que os mesmos vão variar entre os 6 e os 10€ por mês (fruto do crescimento e da inflação).

Este aumento será realizado para todos os pensionistas que aufiram uma pensão com um valor inferior a 1,5 IAS (Indexante de Apoios Sociais), o que deve rondar os 643€.

Em agosto está previsto um novo bónus extra de complementação, cujo valor é ainda desconhecido.

1.2 – Eliminação da sobretaxa de IRS

Se em 2017 a sobretaxa de IRS ainda fez parte de quem se encontrava no 3º, 4º ou 5º escalão do IRS, em 2018 é oficial, e já nenhum contribuinte português vê este imposto extraordinário de IRS ser retirado do valor que aufere mensalmente.

Esta é sem dúvida uma das principais alterações no IRS dos reformados e que permite que algum dinheiro extra seja mensalmente amealhado.

Veja também: Fim da sobretaxa extraordinária de IRS em 2018

1.3 – Subsídios passam a ser recebidos por inteiro

A partir de 2018, os pensionistas e os trabalhadores da administração pública vão passar a receber o subsídio de natal por inteiro nas datas habituais, ou seja, entre novembro e dezembro.

Não se prevê que haja a aplicação de duodécimos a não ser para os trabalhadores do setor privado que vão continuar a ter liberdade de escolha.

1.4 – Atualizações nos escalões de IRS

Em 2018 existe uma atualização não só do limite do valor dos escalões do IRS, mas também aumenta o número de escalões de 5 para 7.

Assim sendo, muitos reformados vão sair beneficiados com esta atualização, que é imensamente abrangente.

2 – Vão existir alterações no preenchimento do IRS dos reformados?

Até 2013 a grande maioria dos reformados não precisava entregar a declaração de IRS, dado que apenas quem auferia valores superiores a 6.000€ tinha essa obrigatoriedade.

Contudo, com as várias mudanças, hoje em dia apenas tem de preencher a declaração de IRS quem aufere um ordenado ou pensão igual ou superior a 8.500€.

Isso significa, que atualmente, a grande maioria dos reformados e pensionistas é obrigado a preencher e apresentar a respetiva declaração de IRS.

Por norma, ao modelo 3 da declaração de rendimentos, devem ser adicionados os anexos A e H.

Contudo, muitos reformados podem fazer a entrega da declaração através do IRS automático, uma vez que a AT já tem ao seu dispor a informação disponível no e fatura, assim como os elementos pessoais importantes (como é o caso do valor auferido, assim como a composição do agregado familiar).

Depois só necessita de validar a informação que se encontra no portal e fazer a entrega dentro dos prazos previstos (que são entre 1 de abril e 31 de maio).

3 – Tabelas de IRS dos reformados em 2018

No que concerne as tabelas de IRS para os pensionistas em 2018, existiram algumas alterações bastante significativas, e que podem ser consultadas no artigo que foi realizado sobre esse tema.

No que concerne o IRS dos reformados, as alterações até agora apresentadas podem ser bastante positivas para os contribuintes, principalmente para os mais carenciados.

Agora já pode fazer os seus cálculos e confirmar qual será o impacto dos impostos nos seus rendimentos deste ano.

Se tem interesse em mais artigos sobre impostos, pode verificar o nosso site, pois atualizamos este tema de forma bastante frequente, de modo a permitir uma poupança significativa por parte dos contribuintes portugueses.

Veja a nossa sugestão

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2019-03-29T15:17:24+01:00 16/01/2018|Categories: Impostos|Tags: , |

About the Author:

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira dos Portugueses. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt