O que muda nas transferências com o Fim do NIB?

O que muda nas transferências com o Fim do NIB?

By | 2018-10-31T17:18:28+00:00 02/02/2016|Categories: Banca|Tags: |

Até ontem todas as transferências bancárias que fazia eram realizadas através do NIB (Número de Identificação Bancária), um número com 21 algarismos e que servia para identificar a sua conta bancária domiciliada em Portugal de modo a conseguir receber ou realizar uma transferência de dinheiro com maior facilidade e segurança.

No entanto, a partir de ontem, dia 01 de Fevereiro o NIB passará a ser substituído pelo IBAN. Não sabe o que é? Não se preocupe, o NValores irá explicar-lhe o que é e como deve proceder.

O que é o IBAN?

O IBAN é o código Internacional de Identificação Bancária, e é constituído pelos 21 algarismos do NIB antecedidos pelo código do país e de 2 dígitos de controlo (5 e 0), ou seja, o seu IBAN será PT 50 XXXX XXXX XXXX XXXX XXXX X (caso tenha alguma conta domiciliada em Portugal). Cada país tem um código e dígitos de controlo próprios.

Enviar dinheiro para o estrangeiro

Esta substituição surgiu no seguimento da criação de uma Área Única de Pagamentos em Euros (transferências SEPA – Single Euro Payment Area) para operações de créditos e débitos diretos.

Até agora o IBAN era necessário para a realização de pagamentos entre contas de diferentes países, no entanto a partir de 1 de Fevereiro passa a ser utilizado também paras as transferências entre contas nacionais.

Pode consultar o IBAN associado à sua conta em três locais diferentes:

  • Caixa Multibanco;
  • Home Banking;
  • Balção do Banco.

O que altera nos meus pagamentos?

Os pagamentos através de transferências podem ser realizados de 2 maneiras:

  • Transferência Multibanco
  • Transferência Online.

Na prática para o consumidor comum as alterações são muito poucas, uma vez que as transferências realizadas através das redes de multibanco serão realizadas à mesma com o NIB (uma vez que as caixas ATM não estão preparadas para poder introduzir o código do país).

No que respeita os débitos diretos que tem associados à sua conta, também não terá de ser preocupar, uma vez que as alterações a serem realizadas, são feitas por parte das entidades bancárias.

A maior alteração é verificada para as transferências online, em que o ordenante deverá inserir o IBAN do beneficiário em vez do NIB para a realização das transferências.

Veja as campanhas de crédito consolidado

Esperamos que este artigo o tenha ajudado a entender as diferenças entre o NIB e o IBAN e quais as alterações que vão surgir no seguimento da anulação do NIB nas transferências bancárias realizadas através da internet.

Veja também: Como enviar dinheiro com a Transferwise

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2018-10-31T17:18:28+00:00 02/02/2016|Categories: Banca|Tags: |

About the Author:

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira dos Portugueses. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt
crédito urgente 100% online