Início / Artigos / Banca / Crédito Consolidado / Como obter estabilidade financeira e viver tranquilamente

Como obter estabilidade financeira e viver tranquilamente

Como obter estabilidade financeira e viver tranquilamente

Um dos principais objetivos de muitas famílias é alcançar a estabilidade financeira e viver de forma tranquila.

Afinal, mais importante do que sonhar com riquezas imensas e com bens supérfluos é desejar conseguir encarar o presente e o futuro com maior otimismo.

Para que consiga alcançar a estabilidade financeira deve cimentar bons hábitos financeiros. O caminho para a tranquilidade é construído com base no alicerce da educação financeira.

Os três aspetos fundamentais, que deve começar a trabalhar desde já, são: eliminar todas as suas dívidas, ou pelo reduzi-las ao mínimo possível; aumentar a sua capacidade de poupança e aumentar a segurança financeira de toda a família.

Neste artigo vamos partilhar 5 hábitos que devem ser trabalhados por forma a melhorar a sua estabilidade financeira.

Tenha mais qualidade de vida praticando estes 5 hábitos para ter estabilidade financeira

A educação financeira possibilita uma melhor gestão do seu dinheiro. Garante assim o pagamento de todas as contas do mês e ainda reserva um saldo para investimentos ou fundo de reserva.

Dessa forma, toda a família estará preparada, caso aconteça algum imprevisto ou apareça uma nova oportunidade de negócio.

A falta de dinheiro, geralmente, causa uma certa instabilidade e abala a confiança de todos.

Pessoas endividadas e que não conseguem cumprir com as suas obrigações têm uma maior hipótese de sofrerem com doenças como stress, depressão, angústia e ansiedade.

Para não sofrer com este tipo de preocupação, conheça de seguida dicas para garantir a sua estabilidade financeira.

1 – Faça um fundo de emergência

Porque nunca sabemos quando vão surgir obstáculos, a sua prioridade deve passar por criar um fundo de emergência.

Este fundo deve conter, pelo menos seis vezes, o valor das suas despesas mensais.

Imaginando que a média mensal das suas despesas é de 800 euros, então o seu fundo de emergência deve ter, pelo menos, 4800 euros.

Se puder tornar o fundo um pouco maior, ainda melhor.

Este dinheiro nunca deve ser equacionado para o pagamento de despesas correntes. É um fundo sagrado, que deve ficar guardado para qualquer emergência.

Para garantir que consegue que o seu fundo alcance a meta desejada pode até utilizar o homebanking e definir uma transferência mensal certa para a conta onde tem o seu fundo.

2 – Não faça compras por impulso

Um dos grandes problemas para a maioria da população da nossa era é a dificuldade em controlar as compras por impulso.

Vivemos numa sociedade altamente orientada para o consumismo, e pode ser muito difícil evitar fazer certas compras.

O consumo por impulso abrange comer fora, fazer compras em centros comerciais ou até fazer compras online.

Enquanto não conseguir controlar o seu desejo de gastar dinheiro desta forma, não conseguirá alcançar a estabilidade financeira que tanto ambiciona.

3 – Aprenda a analisar os seus gastos

Um dos hábitos que mais pode contribuir para alcançar uma maior tranquilidade financeira é a análise constante dos seus gastos. Se nunca o fez, então é mais do que altura de começar.

Durante um mês, tenha o cuidado de apontar num caderno todos os seus gastos. Mas atenção, quando referimos “todos”, queremos dizer mesmo todos!

Até aquela aposta de 2 euros no euromilhões, ou aquele euro que gastou num gelado devem ser anotados.

Depois, deve analisar cuidadosamente o resumo dos seus gastos, por forma a determinar onde pode fazer cortes ou reduções. Tudo o que é supérfluo deve ser eliminado.

Poderá ter uma surpresa e compreender que pode, facilmente, dar um grande fôlego ao seu orçamento familiar.

4 – Comece a pensar no futuro

Existem diversas ferramentas de poupança que podem ajudar a garantir um futuro mais tranquilo e nunca é demais para começar a pensar no dia de amanhã.

Pensando a longo prazo, o Plano de Poupança Reforma (PPR) pode ser a melhor solução para assegurar a manutenção da qualidade de vida quando se termina a carreira.

Este está entre os produtos financeiros mais populares de Portugal e o seu principal objetivo é complementar a reforma, de modo a manter a qualidade de vida de quem não vai mais exercer uma atividade laboral.

Os fundos de poupança reforma são produtos pensados para a rentabilidade a longo prazo. A ideia é poder capitalizar ao longo do tempo o dinheiro investido no produto.

Analise as diferentes opções e escolha uma ferramenta de poupança que se adapte ao seu perfil e que lhe permita ter uma maior tranquilidade durante a sua velhice.

Ao cuidar da sua estabilidade financeira no presente, estará também a garantir dias mais risonhos no futuro.

5 – Evite o endividamento

Se já tem dívidas associadas a empréstimos, cartões de créditos ou financiamentos, comece por tratar de as eliminar. Tudo o que implica o pagamento de juros deve ser pago o mais rapidamente possível.

Se ainda está a pagar algum tipo de empréstimo, procure amortizar os pagamentos e liquidar a dívida assim que tenha essa possibilidade.

Considere uma renegociação, para melhorar as condições de pagamento com o agente financeiro ou até mesmo a consolidação de créditos.

E no futuro, procure evitar contrair novas dívidas. Evitar o endividamento é um dos melhores passos que pode dar rumo à estabilidade financeira.

Veja também: Como baixar as prestações passo a passo

Revisto por Ricardo Rodrigues

CEO e Fundador da NValores (RRNValores Unipessoal, Lda,)

Redes sociais:

Ebook Como preencher o IRS 2022