Quanto custa a escritura de um imóvel em Portugal?

Quanto custa a escritura de um imóvel em Portugal?

By | 2017-06-20T16:50:06+01:00 02/05/2017|Categories: Crédito à Habitação|
escritura de um imóvel

Cada vez mais as famílias portuguesas estão a optar por adquirir um imóvel em vez de arrendar.

Contudo, uma das questões mais comuns, passa por saber quanto custa a escritura de um imóvel em Portugal.

Esta é sem dúvida uma questão bastante importante, pois o valor pode facilmente chegar as centenas de euros, e muitas pessoas não contabilizam o valor da escritura do crédito habitação quando estão a fazer as suas análises de viabilidade económica.

Assim sendo, hoje o NValores, resolveu abordar este tema, e explicar-lhe tudo aquilo que é essencial, para que saiba com o que pode contar.

1 – Quanto é que custa na verdade a escritura de um imóvel?

Pois bem, é impossível indicar-lhe logo à partida quanto é que vai custar a escritura de um imóvel em Portugal, pois essa questão depende de inúmeras variáveis, como o valor do imóvel, o valor declarado de compra e venda, o número de bens imóveis, a especificidade dos atos, o número de cópias pedidas, entre diversos outros fatores.

2 – Simulador de despesas quando compra um imóvel

Salientamos ainda, que não existe nenhuma tabela de preços pré-definida que lhe indique qual é o custo que terá, contudo, a DECO (Associação de Defesa do Consumidor) criou um simulador de que o ajuda a saber de forma aproximada quanto é que irá custar a formalização da escritura e do registo na Conservatória.

De forma a fazer a simulação, apenas tem de responder a 4 questões simples:

  • Qual é o valor do imóvel para efeitos de contrato;
  • Qual o valor de financiamento para a aquisição;
  • O empréstimo envolve fiadores?
  • Vai utilizar montantes de contas poupança habitação?

Depois de responder, irá obter um valor provisório.

O NValores resolveu realizar 2 simulações distintas, para que possam perceber a diferença de valores de escritura do crédito habitação.

2.1 – Exemplo 1

A família Afonso, resolveu comprar um imóvel cujo valor são 100.000€, sendo que o valor solicitado ao banco foi a totalidade do investimento que era necessário.

Além de tudo, a família Afonso contava com um fiador e não tinha qualquer conta poupança habitação.

Os resultados obtidos foram os seguintes:

  • Gastos totais em impostos – 1.400€ (dos quais 800€ são de imposto de selo sobre a transação e 600€ são referentes a imposto de selo sobre o empréstimo).
  • Serviços alternativos – 650€ (sendo este montante referente a gastos do serviço e gastos com a Conservatória, incluindo os registos em papel).
  • Custo Total da escritura do imóvel – 2.050€

2.2 – Exemplo 2

A família Cardoso, resolveu comprar um imóvel cujo valor são 100.000€, sendo que o valor solicitado ao banco foi 50% do investimento (ou seja, 50.000€) que era necessário.

Além de tudo, a família Afonso contava com um fiador e tinha uma conta poupança habitação.

Os resultados obtidos foram os seguintes:

  • Gastos totais em impostos – 1.100€ (dos quais 800€ são de imposto de selo sobre a transação e 300€ são referentes a imposto de selo sobre o empréstimo).
  • Serviços alternativos – 650€ (sendo este montante referente a gastos do serviço e gastos com a Conservatória, incluindo os registos em papel).
  • Custo Total da escritura do imóvel – 1.750€

Como vê, o valor que solicita ao banco de forma a formalizar a escritura de um imóvel, pode facilmente influenciar o valor da mesma.

Veja também: Custos do Crédito Habitação: Quais são os principais?

3 – Quem paga a escritura? O comprador ou o vendedor?

O custo da escritura de um imóvel em Portugal, é sempre absorvido pelo comprador, ou seja, quem compra a casa é que suporta todos os custos associados à mesma.

Além de tudo, o valor dos emolumentos associados aos serviços notariais são variáveis de acordo com as tabelas de cada serviço notarial.

Agora que já sabe quanto é que custa uma escritura de um imóvel em Portugal, não se esqueça de contar com estes montantes quando estiver a fazer as suas simulações para a aquisição da sua nova casa.

Se precisar de algum apoio nesse sentido, não hesite em contactar-nos, pois estamos à sua inteira disposição para qualquer tipo de esclarecimento adicional.

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2017-06-20T16:50:06+01:00 02/05/2017|Categories: Crédito à Habitação|

About the Author:

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira dos Portugueses. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt