Como montar um escritório em casa passo a passo

Devido à conjuntura económica atual, muitos empreendedores e freelancers optam por trabalhar em casa de forma a poupar algum dinheiro que pode por ventura ser aplicado ao desenvolvimento do negócio.

Cada vez mais ter um escritório em casa, é a solução arranjada para colocar um negócio em funcionamento e depois, quando a situação estiver mais estável, optar pelo aluguer de um espaço próprio para o efeito.

No entanto, a maioria das pessoas que trabalha a partir de casa, não sabe como montar um escritório em casa, para que o mesmo se torne eficiente.

Neste artigo vamos-lhe dar algumas dicas para que o consiga fazer sem qualquer esforço.

Escritório em casa, passo a passo

Trabalhar a partir de casa nem sempre é tão simples como parece.

Muitas pessoas acham que por terem o escritório em casa, podem acordar tarde, trabalhar de pijama, não trabalhar de todo… Bem na verdade isto são péssimas escolhas pois não vai conseguir desenvolver um negócio com esse pensamento.

Veja então, como montar um escritório em casa em 8 passos.

1 – Definir horários e decoração

Para ter um escritório em casa, precisa de saber de antemão qual vai ser a sua área de negócio, e tendo em conta essa questão deve também decidir qual o horário em que vai trabalhar (sim, vai ter de cumprir horário à mesma).

Depois de ter essas duas vertentes decididas, deve começar a planear como irá ficar o espaço (sim, porque não é decidir que quer ter um escritório em casa e depois trabalhar sentado no sofá ou em cima da cama).

Vai ter de pensar na decoração, que móveis necessita, uma cadeira ergonómica e o material que será preciso (prateleiras, gavetas, arrumadores, dossiers…).

2 – Luz Natural

Esta é uma questão muito importante para quem quer montar um escritório em casa.

Procure o local com mais luz, ou aquele que lhe permita ter uma vista para a rua (pois é importante que durante o dia não precise de ter os candeeiros ligados – imagine o aumento da fatura da eletricidade) de forma a não sentir-se enclausurado na sua própria casa.

3 – Material eletrónico

Tentar fugir da tecnologia não é a melhor opção. É claro que não precisa de comprar tecnologia topo de gama (por exemplo se vai trabalhar como freelancer de artigos não precisa de um computador com o mesmo tipo de placa gráfica que iriam necessitar se fosse trabalhar como programador ou designer em 3D).

O computador pode ser portátil ou desktop (sendo que o primeiro permite-lhe deslocar-se para qualquer local da casa ou até para uma reunião fora de casa), e deve também pensar em adquirir uma multifunções (impressora, scanner e fax) e um telefone fixo (que de preferência não tenha o mesmo número que o seu de casa).

4 – Planear a rotina

Como já dissemos anteriormente, montar um escritório em casa e trabalhar a partir de lá requer uma rotina (como horários para trabalhar e nada de trabalhar de pijama ou em cima da cama).

Por isso, depois de comprar todo o material que precisa, comece a planear como vai ser o seu dia, pois a organização é o mais importante para quem quer cumprir este objetivo.

5 – Tenha cuidado com os papéis

O problema da maioria das pessoas que trabalha em casa é sem dúvida a papelada.

Por isso, tenha em conta se a atividade que irá desenvolver vai necessitar da impressão e armazenamento de muitos papéis.

Caso seja necessário, compre uma estante que lhe permita ter tudo organizado por cliente, para que tenha sempre à mão a documentação necessária (evitando assim imprimir meia dúzia de vezes a mesma coisa).

6 – Seja profissional

Se vai montar um escritório em casa, é porque tem uma ideia d negócio viável e atrativa certo?

Pois bem, não se esqueça que deve também investir num papel timbrado, num site, cartões-de-visita… ou seja, tudo o que uma empresa necessita.

É óbvio que no início este investimento pode ser pesado para si, no entanto a longo prazo vai ver que foi um investimento que ofereceu o retorno do seu negócio.

Ninguém o vai contratar se não souberem que existe.

7 – Local de reuniões

Muitas vezes (pelo menos é o que se espera) vai precisar de se reunir com clientes ou fornecedores, por isso deve ter sempre um espaço dedicado para os receber.

Caso a sua casa não tenha nenhuma sala autónoma que possa ser utilizada para essa finalidade, opte por arrendar para esses dias um escritório pronto.

Existem no mercado centenas de locais que pode utilizar e que foram criados exatamente com esse intuito.

Estas são as nossas 7 dicas para que consiga montar um escritório em casa de forma simples e eficaz, para que consiga dar seguimento ao seu negócio e alavancar o mesmo com o menor custo possível.

Se depois de algum tempo a trabalhar em casa, ou se precisar de contratar alguém, verifique a hipótese de alugar efetivamente um espaço onde possam trabalhar em conjunto.

Sobre o autor: Ricardo Rodrigues

CEO e Fundador da RRNValores Unipessoal, Lda, Ricardo Rodrigues gere uma equipa formada por consultores, criadores de conteúdos e programadores que desenvolvem e mantêm uma plataforma gratuita com informação e comparação de produtos bancários. Formado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e apaixonado pela área Financeira, criou o nvalores.pt em Agosto de 2013 com a missão de garantir uma comparação independente de produtos bancários em Portugal. Exerceu funções de consultor financeiro independente na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Email: geral@nvalores.pt