Evolução da dívida pública de Portugal até 2019

dívida pública

Não é novidade que a dívida publica portuguesa é ainda bastante considerável! No entanto, o que a grande maioria dos contribuintes não sabe é que a mesma voltou a aumentar, tendo atingido um novo máximo histórico.

Entre março e abril houve um aumento da dívida de aproximadamente 2 mil milhões de euros.

Assim sendo, no final de abril, e após 4 aumentos consecutivos a dívida pública em 2019 está fixada nos 252,4 mil milhões de euros!

Mas, é importante salientar que, de acordo com o Banco de Portugal, este aumento é essencialmente devido às emissões de novos títulos de dívida!

Dívida pública portuguesa de 2015 a 2019

2015 – Dívida = 231 mil milhões de euros

De acordo com dados do Banco de Portugal, em 2015 a dívida publica representou cerca de 128,9% do Produto Interno Bruto.

A dívida de Portugal aos seus parceiros, foi neste ano de aproximadamente 231 mil milhões de euros.

Contudo, este valor é essencialmente devido à resolução da Banif que implicou um aumento de aproximadamente 2,3 mil milhões!

2016 – Dívida = 241,1 mil milhões de euros

O ano de 2016 foi um ano de aumento da dívida pública em Portugal!

Em termos percentuais o PIB nominal foi de aproximadamente 130%, o que representou uma variação de quase 1%.

Portugal terminou o ano com uma dívida de 241,1 mil milhões de euros. Ou seja, mais 9,5 mil milhões que no ano anterior!

2016 foi também o ano em que as família ajudaram a financiamento da dívida num montante de aproximadamente 7 mil milhões! Esse montante foi obtido através de certificados do Tesouro e Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável.

É também importante frisar que em 2016 Portugal reembolsou antecipadamente ao Fundo Monetário Internacional cerca de 4,5 mil milhões de euros.

2017 – Dívida = 242,6 mil milhões de euros

Em 2017, Portugal terminou o ano com uma dívida pública situada nos 242,6 mil milhões de euros!

Esse valor, representou um aumento de aproximadamente 1,6 mil milhões relativamente ao ano anterior!

É importante frisar que embora tenha existido um aumento relativamente ao ano anterior, 2017 não foi propriamente um ano linear no que concerte a evolução da dívida em Portugal.

Nos primeiros meses do ano a subida foi bastante acentuada. No entanto, com a emissão de obrigações do tesouro e outros instrumentos financeiros, a mesma acabou por descer nos últimos 4 meses do ano!

É importante frisar que embora tenha havido este aumento nominal da dívida portuguesa, a verdade é que 2017 foi o ano em que a mesma atingiu níveis mais baixos dos últimos 5 anos!

2018 – Dívida = 244,9 mil milhões de euros

Em 2018 houve um aumento do valor bruto da dívida pública, tendo a mesma ficado fixada em 244,9 mil milhões de euros.

De acordo com as informações prestadas pelo Banco de Portugal, este aumento deveu-se essencialmente ao acréscimo dos títulos de dívida (cerca de 7,2 mil milhões) e dos certificados do Tesouro (1,4 mil milhões).

Mas, embora tenha existido este aumento em termos nominais, a verdade é que em termos percentuais a dívida portuguesa aos seus parceiros baixou de 124,8% para 121,5%, tendo ficado ligeiramente acima da meta prevista pelo governo.

2019 – Dívida = 252,4 mil milhões de euros

Desde o início de 2019 que a dívida pública tem aumentado, tendo havido um aumento substancial nos últimos meses. Na verdade, desde o início do ano o aumento é já superior a 5,5 mil milhões de euros.

Isso ocorre, após ter havido uma diminuição considerável da mesma no último trimestre de 2018. Contudo, é importante explicar que esta diminuição é essencialmente devida ao reembolso antecipado ao FMI da dívida que havia sido contraída por Portugal em 2011.

Até ao final de 2019, a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública – IGCP prevê emitir cerca de 15,4 mil milhões de euros em Obrigações do Tesouro (OT), sendo esta a principal forma de financiamento do país.

A este valor, acresce ainda cerca de 600 milhões vindos de bilhetes. Uma vez que esta emissão já se encontra prevista à algum tempo, existe uma grande probabilidade de o aumento da dívida abrandar.

A par desta forma de financiamento, o Governo tem ainda como principal intenção aproveitar a queda dos juros (que se encontram em mínimos históricos) para começar a liquidar uma parte da dívida ao Fundo de Resgate Financeiro e aos seus parceiros Europeus.

De frisar que no total, o nosso país, deve um valor superior a 50 mil milhões de euros a vários dos seus parceiros.

2020 – Qual será o montante da dívida de Portugal?

Ora bem, agora que já sabemos o motivo pelo qual a dívida pública diminuiu no último trimestre de 2018 e porque é que aumentou em 2019, perceba um pouco melhor sobre qual é a expectativa para 2020.

De acordo com o Ministro das Finanças Mário Centeno, para 2020 é expectável que a mesma diminua não só em termos de percentagem do PIB como também em termos nominais.

O Governo, prevê assim que 2020 seja o primeiro ano (após a crise) em que haja excedentes orçamentais.

Isso quer essencialmente dizer que o Estado não vai precisar de financiamento para pagar as despesas, podendo fazê-lo com o montante que é gerado pelo próprio país.

Embora sejam apenas expectativas, as mesmas são bastante positivas! E, caso se verifiquem, são ótimas notícias para os portugueses!

Sobre o autor: Ricardo Rodrigues

CEO e Fundador da RRNValores Unipessoal, Lda, Ricardo Rodrigues gere uma equipa formada por consultores, criadores de conteúdos e programadores que desenvolvem e mantêm uma plataforma gratuita com informação e comparação de produtos bancários.Formado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e apaixonado pela área Financeira, criou o nvalores.pt em Agosto de 2013 com a missão de garantir uma comparação independente de produtos bancários em Portugal.Exerceu funções de consultor financeiro independente na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Email: geral@nvalores.pt