Crédito Habitação: 100% financiamento?

Crédito Habitação: 100% financiamento

By | 2017-07-28T04:22:23+01:00 10/07/2017|Categories: Crédito à Habitação|
Crédito habitação a 100%

Uma das questões que a grande maioria das famílias portuguesas que compram uma casa nova prendem saber, é, se é possível conseguir um crédito habitação a 100%.

Pois bem, a verdade é que de forma geral não é possível.

Contudo, e tal como tudo na vida, é possível contornar um pouco a situação.

Hoje, iremos explicar-lhe porque é que a grande maioria dos bancos não concede um crédito habitação a 100%, e como é que pode efetivamente obtê-lo.

No entanto, informamos desde já que não é propriamente uma tarefa simples.

Porque é que por norma os bancos não concedem crédito habitação a 100%?

Quem quer comprar casa e já se encontra a pesquisar as ofertas dos bancos para a contratação de um crédito habitação, sabe que na generalidade, os bancos concedem apenas um empréstimo entre 80% e 85% do valor de avaliação do imóvel.

O restante montante, tem de ser financiado pela pessoa que irá adquirir o imóvel (ou seja, com um financiamento de 85% num imóvel de 100.000€, quem compra a casa terá de ter 15.000€ para dar de entrada).

Contudo, a grande maioria das pessoas não percebe porque é que os bancos não financiam os imóveis a 100%.

A resposta a essa questão é bastante simples: por causa do risco do empréstimo.

A crise financeira que assolou Portugal nos últimos anos, fez com que os bancos se retraíssem quando o assunto é concessão de crédito (independentemente da tipologia).

Isso aconteceu, pois havia um enorme risco de os consumidores não pagarem o dinheiro que havia sido emprestado (o que aconteceu com milhares de pessoas, deixando os bancos com prejuízos).

Assim sendo, de forma a combater o crédito malparado, o rácio de financiamento (LTV – “Loan To Value” é a relação que existe entre o valor de um financiamento e a garantia dada) para adquirir uma casa, baixou de forma considerável em todos os bancos.

Embora atualmente Portugal já não se encontre em crise (embora ainda haja um longo percurso a percorrer), a verdade é que os bancos começaram novamente a conceder crédito para compra de casa, contudo, mantendo sempre o mínimo de risco possível.

Desta forma, para um banco, emprestar 100.000€ a um cliente ou 85.000€ é algo completamente diferente.

Além de garantirem uma maior segurança, garantem também que quem comprou a casa já investiu algum dinheiro, sendo mais complicado deixar de realizar o pagamento da prestação mensal (e verdade se diga, os bancos preferem receber o dinheiro do que ficar com as casas por vender), pois vão perder o dinheiro que foi dado de entrada.

Como conseguir o tão almejado financiamento a 100%?

Embora seja possível obter um financiamento a 100% para comprar a sua nova casa, a verdade é que não é assim tão simples como isso.

Contudo, existem apenas 2 situações em que os bancos concedem o valor total do crédito imobiliário.

Conheça-as de seguida.

1 – Aquisição de casas do banco

Pois bem, a opção mais simples para conseguir um crédito habitação a 100% passa por comprar um imóvel do próprio banco, pois nestes casos os mesmos facilitam o empréstimo (uma vez que a casa já se encontra na posse deles de qualquer forma).

Contudo, tenha em conta que encontrar boas casas (ou seja, que não precisem de investimento em remodelação) que sejam financiadas a 100% é um pouco complicado, por isso precisa ter imensa paciência até encontrar a casa dos seus sonhos.

Além disso, existe também a questão, que quando uma casa é boa e é financiada a 100%, são dezenas de pessoas que pretendem comprá-la (e desta forma, os bancos vão sempre escolher quem oferecer as melhores garantias).

2 – Comprar uma casa com um valor de avaliação superior

Imagine que vai comprar um imóvel que custa 96.000€ e a avaliação do banco foi 120.000€ se o banco financiar 80% são 96.000€, ou seja dá para pagar 100% da casa, assim a casa foi financiada a 100%.

Contudo, é importante ter em conta que é extremamente complicado encontrar um imóvel que se encontre a ser vendido abaixo do valor de avaliação, uma vez que os bancos não pretendem perder dinheiro com a venda dos mesmos.

3 – Recorrer a imobiliárias que tenham parcerias

Numa altura em comprar casa não é tarefa simples, são muitas as agências imobiliárias que têm diversos acordos com os bancos, de forma a tornar mais viável a aquisição da sua própria casa.

Embora isso não aconteça em todos os casos, é muitas vezes possível encontrar agências imobiliárias que têm algum protocolo que permita um financiamento a 100% do imóvel.

É importante ter em conta, que este financiamento poderá ser apenas para alguns imóveis em específico, sendo por isso muito importante analisar bem as alternativas existentes.

4 – Ter um rendimento alto

Pois bem, além de todas as vantagens e facilidades inerentes a um ordenado elevado, o acesso a um financiamento a 100% é outra das vantagens.

Se tiver uma situação profissional estável e auferir mensalmente um rendimento alto (mesmo que seja no conjunto do agregado familiar), é possível que os bancos concordem em conceder-lhe um empréstimo habitação sem entrada.

Vantagens e desvantagens de comprar um imóvel 100% financiado pelo banco

Pois bem, comprar uma casa que seja financiada na sua totalidade pelo banco, tem, tal como tudo na vida, diversas vantagens e desvantagens associadas.

Desta forma, frisamos as suas principais vantagens de seguida:

  • Permite-lhe que o dinheiro que tinha de parte para dar de entrada na sua nova casa seja despendido noutro bem (como pagamento do IMT ou na decoração da casa);
  • Pode em muitos casos conseguir obter vantagens associadas à aquisição de um imóvel de banco (como é o caso de redução no spread, casas mais baratas…);
  • Permite que qualquer pessoa que tenha condições financeiras possa comprar uma casa, mesmo que não tenha dinheiro suficiente para dar o valor de entrada da mesma.

No entanto, comprar um imóvel 100% financiado, não tem apenas vantagens.

Existem algumas desvantagens associadas ao processo.

Conheça-as de seguida.

  • Se adquirir um imóvel de um banco isso significa que para obter o tão almejado financiamento a 100% terá de se cingir às casas que o banco tem (e que por vezes não estão nas melhores condições);
  • Sem dar uma entrada inicial, vai ter de pagar mais juros e durante um período de tempo maior;
  • Ao não dar entrada, vai perder a sua margem de manobra com o banco, podendo não conseguir a melhor oferta existente no mercado;
  • Como terá de pagar um valor superior mensalmente, as suas finanças vão estar um pouco mais complicadas no caso de surgir algum imprevisto.

Agora que já sabe como conseguir crédito habitação a 100%, comece a ponderar as suas alternativas.

Se está há procura da sua nova casa e não sabe por onde começar a sua análise ou não sabe como poderá proceder para conseguir um imóvel que se encontre de acordo com as suas necessidades, consulte-nos e peça uma simulação pois podemos ajudá-lo a obter as melhores soluções de financiamento para concretizar o seu sonho.

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2017-07-28T04:22:23+01:00 10/07/2017|Categories: Crédito à Habitação|

About the Author:

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira dos Portugueses. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt

3 Comments

  1. Maria de Jesus Santos Simões 16/09/2019 at 22:32 - Reply

    foram bastante esclarecedores na forma como abordaram este assunto.Obrigada

  2. Miguel 26/03/2018 at 02:36 - Reply

    Boa informação. 5* obrigado

  3. Marlene Rodrigues 26/12/2017 at 17:44 - Reply

    Artigo bastante útil. Obrigada

Leave A Comment