Crédito Habitação – 100% financiamento

São cada vez mais as famílias que optam por comprar casa em vez de arrendar. Isso acontece porque o valor a que são arrendadas as casas principalmente nas grandes cidades e periferias são exorbitantes.

No entanto, comprar um imóvel não é propriamente uma decisão que possa ser tomada de ânimo leve.

E porquê?

Porque contrariamente ao que ocorria antigamente, hoje em dia os bancos já não concedem 100% de financiamento.

Mas, hoje resolvemos explicar-lhe tudo o que precisa saber sobre este tema e porque é que já não existe esta facilidade por parte dos bancos.

Porque é que os bancos já não concedem crédito habitação a 100%?

Quem quer comprar casa e anda a pesquisar as melhores opções de financiamento, já verificou que a grande maioria dos bancos não financia mais do que 90% do valor de um imóvel.

O que é que isso quer efetivamente dizer? É simples.

O banco empresta-lhe no máximo 90% do valor que precisa para pagar o imóvel. Os restantes 10%, assim como todos os custos associados ao processo têm de ser suportadas por capitais próprios.

Na prática, se quiser comprar um imóvel cujo valor seja 100.000€, o banco poderá emprestar-lhe no máximo 90.000€. Os restantes 10.000€ têm de ser dados por si.

Mas porque é que isso acontece hoje em dia se antigamente os bancos emprestavam 100% do valor do imóvel?

A resposta é bastante simples. Isso acontece devido ao risco que o empréstimo tem para o banco.

A crise financeira que ocorreu há alguns anos, levou a uma retração na contratualização de empréstimos bancários (independentemente da tipologia). A par disso, foram milhares de pessoas que deixaram de pagar os empréstimos, levando a avultados prejuízos por parte das entidades bancárias e financeiras.

Quando falamos dos imóveis, foram milhares as famílias que deixaram de pagar o valor da casa, isso aconteceu porque não tinham nada a perder. Ou seja, como não tinham investido capitais próprios na compra do imóvel, era quase como se estivessem a arrendar uma casa.

Logo, os bancos em vez de receberem dinheiro dos empréstimos, receberam imóveis.

Assim, ao pedir um valor de entrada inicial os bancos diminuem o risco de o cliente deixar de pagar a casa, já que têm um grande montante investido.

Como é que os bancos combateram o crédito malparado?

Tendo em conta esta questão, os bancos optaram por redefinir a avaliação do LTV (LTV – “Loan To Value”). Ou seja, a relação que existem entre o valor do financiamento e a garantia dada pelo consumidor. Deste modo, a mesma baixou de forma considerável em todos os bancos.

Embora atualmente Portugal já não se encontre em crise, a verdade é que os bancos concedem empréstimos com alguma facilidade. No entanto, é essencial que os proponentes cumpram todos os requisitos necessários para passar na avaliação bancária.

Como conseguir um imóvel 100% financiado?

Tal como já dissemos anteriormente, conseguir um imóvel com 100% de financiamento não é propriamente uma tarefa simples.

Contudo, existem duas formas de o conseguir (embora nenhuma das duas seja simples).

1 – Aquisição de casas do banco

Na prática esta é a forma mais simples de conseguir um crédito habitação a 100%. Ou seja, se comprar um imóvel do próprio banco, o mesmo concede-lhe o empréstimo do valor total da compra.

Contudo, existem aqui alguns pontos que devem ser tidos em consideração.

Em primeiro lugar considere que encontrar uma casa que esteja em perfeitas condições de habitação não é fácil. Na grande maioria dos casos, necessita de fazer algumas (muitas) obras de melhoria.

A par disso é preciso pesquisar bastante para conseguir efetivamente encontrar a sua casa de sonho e que pertença ao banco.

Em segundo lugar, o banco financia a 100% o valor do imóvel. Mas, o que muitas pessoas não sabem é que aquele é o valor mínimo pelo qual o banco vende a casa.

Ou seja, imagine que encontra um imóvel de 100.000€. Para licitar a casa terá de oferecer pelo menos esse valor. Contudo, muitas pessoas vão entregar a proposta com um valor superior.

Assim, imagine que em vez de 100.000€ decide que quer pagar 115.000€ pelo imóvel. Esses 15.000€ adicionais têm de ser de capitais próprios já que não vão ser financiados pelo próprio banco.

2 – Comprar uma casa com um valor de avaliação superior

Imagine que quer comprar uma casa cujo valor de venda é de 96.000€ e o banco avaliou a casa em 120.000€.

Neste caso, o banco poderá emprestar-lhe por exemplo 80% do valor. Ou seja, o valor total da venda.

Contudo, dificilmente existe uma discrepância tão grande entre o valor da venda e o valor da avaliação bancária.

3 – Recorrer a imobiliárias que tenham parcerias

Comprar casa não é uma tarefa simples e requer planeamento, mas também paciência. Assim sendo, é importante recorrer a agências imobiliárias que tenham boas parcerias com os bancos.

É claro que isso não é uma forma de obter um crédito habitação 100% financiado. No entanto muitas vezes a imobiliária pode ter um acordo que lhe baixe a taxa de juro ou que permita a oferta do valor da escritura.

Se está mesmo a pensar comprar casa, prepare-se para perder muito tempo entre procura, contactos, visitas e procedimentos bancários.

Mas, acredite que vai valer a pena quando assinar a escritura.

4 – Ter um rendimento alto

Além de todas as vantagens e facilidades inerentes a um ordenado elevado, o acesso a um financiamento a 100% é outra das vantagens.

Se tiver uma situação profissional estável e auferir mensalmente um rendimento alto (mesmo que seja no conjunto do agregado familiar), é possível que os bancos concordem em conceder-lhe um empréstimo habitação sem entrada.

Principais vantagens e desvantagens de comprar um imóvel 100% financiado

A verdade é que comprar uma casa 100% financiada pelo banco tem as suas vantagens e desvantagens.

Por isso, para que possa tomar uma decisão informada, apresentamo-las de seguida.

Vantagens do financiamento a 100%

Existem inúmeras vantagens associadas ao financiamento a 100% por parte do banco.

Assim sendo, as principais são:

  • Permite-lhe que o dinheiro que tinha de parte para dar de entrada na sua nova casa seja gasto de outra forma
  • Pode conseguir obter vantagens associadas à aquisição de um imóvel de banco (como é o caso de redução no spread ou acesso a casas mais baratas…)
  • Permite que qualquer pessoa que tenha condições financeiras possa comprar uma casa, mesmo que não tenha dinheiro suficiente para dar o valor de entrada da mesma

Desvantagens do financiamento a 100%

Contudo, nem tudo são vantagens. Na verdade, existem algumas desvantagens associadas a este tipo de financiamento.

Conheça-as de seguida.

  • Se adquirir um imóvel de um banco isso significa que para obter o tão almejado financiamento a 100% terá de se cingir às casas que o banco tem (e que por vezes não estão nas melhores condições)
  • Sem dar uma entrada inicial, vai ter de pagar mais juros e durante um período de tempo maior
  • Ao não dar entrada, vai perder a sua margem de manobra com o banco, podendo não conseguir a melhor oferta existente no mercado
  • Como terá de pagar um valor superior mensalmente, as suas finanças vão estar um pouco mais complicadas no caso de surgir algum imprevisto

Agora já sabe como funciona um crédito financiado a 100% já pode começar a ponderar esta opção.

A par disso, se está à procura da sua casa de sonho e não sabe por onde começar a sua análise, fale com um consultor e peça uma simulação para ajudá-lo a obter as melhores soluções de financiamento para concretizar o seu sonho.

Advertisement

Autor: Ricardo Rodrigues

 

CEO e Fundador da RRNValores Unipessoal, Lda, Ricardo Rodrigues gere uma equipa formada por consultores, criadores de conteúdos e programadores que desenvolvem e mantêm uma plataforma gratuita com informação e comparação de produtos bancários.

Formado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e apaixonado pela área Financeira, criou o nvalores.pt em Agosto de 2013 com a missão de garantir uma comparação independente de produtos bancários em Portugal.

Exerceu funções de consultor financeiro independente na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras.

Email: geral@nvalores.pt

3 comentários em “Crédito Habitação – 100% financiamento

Deixe um comentário