Crédito pessoal para cirurgias plásticas em Portugal - NValores

Crédito pessoal para cirurgias plásticas em Portugal

By | 2019-10-24T19:50:17+01:00 24/10/2019|Categories: Crédito Pessoal|
mulher numa consulta de cirurgia plástica

Cada vez é mais comum as mulheres solicitarem um crédito pessoal para cirurgias plásticas. No entanto, na grande maioria das vezes esta opção, é compensadora para o consumidor.

Resolvemos abordar este tema, de forma a analisarmos as principais informações relativas ao mesmo, e perceber se é ou não viável solicitar um crédito pessoal para esta finalidade.

Como é óbvio, a estética é essencial para que uma pessoa se sinta bem e que tenha a sua auto estima em cima, no entanto, será que deve mesmo pedir um crédito para isso?

Descubra de seguida.

Será que deve pedir um empréstimo para cirurgias plásticas?

Independentemente dos fatores que possam ser motivadores da realização de cirurgias plásticas, a verdade é que quem recorre às mesmas, sabe que muito provavelmente vai desembolsar uns milhares de euros no processo.

No entanto, a verdade é que a grande maioria dos portugueses não tem dinheiro para realizar este tipo de procedimentos a pronto pagamento, optando então por pedir um crédito pessoal para o efeito.

Saiba que se esse é o seu caso, existem diversas alternativas no mercado nacional.

Qualquer banco ou entidade financeira tem à disponibilidade dos seus clientes a possibilidade de recorrer a um crédito pessoal (sem finalidade específica) que lhe vai permitir investir na sua saúde ou beleza.

No entanto, é importante que tenha em conta, que existem algumas entidades bancárias (como é o caso da Caixa Geral de Depósitos) que já disponibilizam créditos destinados a questões de saúde e estética.

Estes créditos específicos, podem ser uma mais valia, na medida em que os prazos de pagamento são bastante alargados (podem chegar aos 11 anos) e as taxas de juros ou spread podem ser negociados através da aquisição de produtos financeiros extra (como é o caso da subscrição de uma conta ordenado, aquisição de um cartão de crédito…).

Porque nem sempre é um capricho

Contrariamente ao que muitas pessoas ainda pensam, nem sempre recorrer a uma cirurgia plástica é uma questão de capricho. Os dois casos que lhe apresentamos de seguida, são um bom exemplo disso.

Exemplo 1 – Conheça a Maria

A Maria é uma jovem de 27 anos, que teve o azar de se encontrar no sitio errado na hora errada.

Durante um jantar de família, uma brincadeira menos feliz dos seus sobrinhos, acabou por deixá-la com o rosto e o pescoço parcialmente queimados.

Depois de alguns dias no hospital, o diagnóstico seria a necessidade da realização de uma cirurgia plástica, que lhe iria reconstruir as partes queimadas.

Orçamento feito, a cirurgia iria custar 5.000€, e havia a necessidade de pedir um empréstimo pessoal para realizar o pagamento.

Depois de algumas pesquisas, encontrou o crédito pessoal para cirurgias plásticas ideal, ficando a pagar 122,25€ por mês durante 60 meses.

Exemplo 2 – Um problema de nascença

A Carla, é uma jovem de 22 anos, que nasceu com um problema físico que limitava imenso a sua aparência. Embora já estivesse a pensar há imenso tempo numa operação, não tinha dinheiro para o fazer.

Resolveu então falar com os pais e entre todos solicitaram um crédito pessoal, no valor de 8.000€ para poder resolver a questão.

Depois de algumas pesquisas, encontrou o crédito pessoal para cirurgias plásticas ideal, ficando a pagar 163,28€ por mês durante 72 meses.

Hoje em dia, já recuperada, a Carla admite que foi a melhor opção e que já o deveria ter feito há muito mais tempo, pois atualmente é muito mais feliz e a sua auto estima melhorou imenso.

O que deve ter em conta antes de pedir um crédito pessoal para cirurgias plásticas

Independentemente da finalidade do crédito pessoal que esteja a solicitar ao banco ou entidade financeira, existem algumas questões que são de extrema importância e que deve ter em conta.

Conheça-as de seguida, de forma a poder escolher o melhor crédito para cirurgias plásticas.

1 – Taxas de juro

Uma das questões mais importantes a ter em conta quando solicita um crédito pessoal (independentemente do motivo), são as taxas de juro que se encontram associadas.

Deve olhar para a TAEG (Taxa Anual Efetiva Global) e para a TAN (Taxa Anual Nominal), pois estas são as taxas que indicam qual o montante que terá de liquidar do valor solicitado.

Tenha em conta, que para analisar corretamente as opções, deve realizar diversas simulações, optando por aquela que mais se adequa às suas necessidades.

2 – Despesas associadas

Outra questão a ter em conta quando solicita um crédito pessoal para cirurgias plásticas, passa essencialmente pelas despesas que se encontram associadas ao pedido de crédito.

Teve perceber se o banco cobra alguma comissão de amortização antecipada, abertura de processo, taxa de processamento e quais os juros de mora associados ao atraso no pagamento.

Enfim, são muitas as despesas extras que pode vir a ter ao solicitar este tipo de crédito.

3 – Prazos de pagamento

Outra questão que deve também ter em conta, são os prazos de pagamento associados ao pedido de crédito pessoal.

Lembre-se sempre, que quanto maior for o prazo, maior será o valor total que irá pagar pelo mesmo.

Pondere todas as alternativas, faça simulações com diferentes prazos e veja qual a melhor opção para si e para a sua saúde financeira.

Como vê, recorrer a um crédito pessoal para cirurgias plásticas, pode ser a opção certa para milhares de pessoas que efetivamente necessitam de realizar algum tipo de operação cujo valor é incomportável de outra forma.

Se está a ponderar essa opção, e não sabe ao certo o que fazer, simule crédito para emergência médicas e fale com um consultor, para analisar qual a melhor solução para si e para as suas necessidades.

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2019-10-24T19:50:17+01:00 24/10/2019|Categories: Crédito Pessoal|

About the Author:

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira dos Portugueses. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt

Leave A Comment