As melhores dicas para comprar um carro usado… sem medos!

Não seja mais um a contribuir para o sucesso do provérbio “o que é barato, sai caro”.

Saiba o que deve levar em linha de conta antes de comprar um carro usado. Do preço ao crédito automóvel, passando pela garantia, inspeção interna e externa do veículo e documentação necessária…

Os carros em segunda mão podem ser um excelente negócio se tiver paciência para pesquisas, cuidado na recolha da informação sobre carros usados e conhecimentos de mecânica que bastem para verificar o automóvel.

E, tendo em conta que todos os anos são vendidos milhares de carros usados, não deve ser difícil reunir essas competências para fechar um bom negócio.

Basicamente, para comprar o seu “novo” automóvel, basta fazer uma pesquisa online em sites de carros usados baratos, como o Custojusto, OLX e Standvirtual ou visitar um stand de automóveis. Mas antes de assinar o contrato de compra e venda, convém saber quais os cuidados a ter na compra de carros usados.

Atenção às dicas que lhe vamos listar de seguida!

Preços de carros usados

O valor justo do automóvel usado é sempre discutível, mas existem alguns locais e simuladores que ajudam a determinar o preço e comparar custos para o mesmo modelo:

  • Stands de automóveis usados
  • Sites de carros usados baratos, como Custojusto, OLX e Standvirtual
  • Revistas da especialidade
  • Serviços de avaliação de empresas especializadas, online ou por telefone.

A garantia

Os automóveis usados ou novos têm o dever, por lei, a 2 anos de garantia desde  da data que efetua a compra, mas a legislação que regula o ato de comprar carros usados a particulares é muito diferente da que é aplicada a stands de automóveis.

Ou seja, por lei só os stands são obrigados a dar garantia a carros usados: 2 anos ou outro prazo acordado entre comprador e vendedor, sendo que por norma, grande parte dos stands de carros usados apresentam apenas um ano (o período mínimo permitido), de forma a compensar oferecem um desconto no preço de venda, por exemplo.

Porém, comprar carros usados a particulares é outra coisa!

Estes vendedores não são obrigados a passar qualquer tipo de garantia após a venda. E é precisamente por esta razão que existem alguns riscos em comprar carros usados a particulares, pois se o vendedor resolver ocultar dados importantes sobre o estado do veículo, nada poderá fazer.

A solução é mesmo continuar a ler este artigo (independentemente do local onde pretende comprar um carro usado) para tomar nota de todos os cuidados a ter, não só para não ser enganado, mas também para efetuar um bom negócio.

Inspeção do veículo usado

Vamos passar agora a outros cuidados a ter na compra de carros usados, mais práticos, que se prendem com a inspeção do veículo usado.

É importante ter algum conhecimento de mecânica, se não tiver pode sempre recorrer a um amigo ou um especialista da área (algumas oficinas disponibilizam este serviço – Bosch Car Service). Se tiver esse conhecimento pode fazer a inspeção sozinho, de acordo com as indicações que se seguem

Inspecionar o exterior do carro

Principais aspetos a verificar:

  • Sinais de ferrugem ou mossas na carroçaria e outras deformações
  • Bolhas ou riscos na pintura
  • Abertura e fecho das portas e capô
  • Alinhamento dos painéis
  • Ver se há furos nas borrachas
  • Verificar os faróis e as luzes
  • Pneus verificar o estado.

Inspecionar o interior do carro

Principais aspetos a verificar:

  • Estado dos estofos e do tablier.
  • Funcionamento dos cintos de segurança.
  • Funcionamento dos vidros, portas, escovas, espelhos, rádio, etc.
  • Funcionamento do volante, buzina, pedais e travão.
  • Retirar os tapetes para ver se não estão a encobrir defeitos.
  • Confirmar se o volante, estofos e pedais condizem com a quilometragem do carro.
  • O número do chassi (normalmente junto ao motor) corresponde ao número que se encontra no registo de propriedade do carro.
  • Verificar o nível do óleo.
  • Averiguar o circuito de arrefecimento e o estado da bateria.

Testar o carro (test-drive)

Nem sempre é possível dar uma voltinha no carro usado que pensa comprar, mas no caso de o vendedor concordar com um test-drive, deve fazer o seguinte para concluir a inspeção do veículo usado.

  • Verificar se os travões estão em condições.
  • Testar a direção (alinhada).
  • Verificar embraiagem e entrada das mudanças, acelerações e resposta do motor.
  • Testar a transmissão.
  • Ter atenção a possíveis ruídos da caixa de velocidades.
  • Prestar atenção a sons fora do comum, vibrações, fumos e funcionamento geral do veículo.
  • Confirmar a temperatura do veículo.

Documentação necessária para comprar um carro usado

Outro dos cuidados a ter na compra de carros usados é a análise dos documentos necessários para compra de veículo usado, nomeadamente o livro de revisões e o DUA (Documento Único Automóvel).

Verifique em particular se…

  • IUC (Imposto Único de Circulação) está pago.
  • O nome do vendedor é o mesmo que se encontra nos documentos da viatura.
  • O número de identificação marcado no chassis é igual ao número do livrete.
  • O livrete e o registo de propriedade confirmam a procedência do veículo.
  • O contrato de compra e venda discriminando preço, matrícula e ano de fabrico do automóvel.

Caso venha a efetuar a compra, também precisará de ter o seu cartão de cidadão atualizado, declaração de venda automóvel e seguro.

Descubra: Como encontrar o seguro automóvel mais barato.

Crédito automóvel e leasing

Se precisa de contrair um crédito automóvel ou pessoal para adquirir um carro usado, aconselhamo-lo utilizar o nosso comparador de crédito automóvel, fazer várias simulações e comparar as prestações em todos os bancos e entidades financeiras em Portugal.

Depois contabilizando e comparando os encargos inerentes às diferentes modalidades de financiamento que recolheu.

O leasing pode parecer a modalidade mais em conta para a maioria dos compradores que não valorizam ter o carro em seu nome.

Contudo, muitas instituições financeiras não permitem esta modalidade para carros usados e além disso, se pensarmos no custo dos seguros obrigatórios (automóvel e de responsabilidade civil facultativo), esta solução pode ficar dispendiosa.

Nesse caso, deve recorrer ao crédito automóvel. Fica com o carro registado em seu nome (com propriedade do veículo) desde o princípio com a condição de contratar o seguro de responsabilidade civil obrigatória e, em algumas instituições, o de vida.

Como vê, agora que tomou nota de todas as dicas relacionadas com os cuidados a ter na compra de carros usados, a tarefa já não parece tão difícil.

Na verdade, até está ansioso por começar as investigações!

Pois que faça um bom negócio e excelentes viagens!

Autor: Ricardo Rodrigues

 

CEO e Fundador da RRNValores Unipessoal, Lda, Ricardo Rodrigues gere uma equipa formada por consultores, criadores de conteúdos e programadores que desenvolvem e mantêm uma plataforma gratuita com informação e comparação de produtos bancários.

Formado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e apaixonado pela área Financeira, criou o nvalores.pt em Agosto de 2013 com a missão de garantir uma comparação independente de produtos bancários em Portugal.

Exerceu funções de consultor financeiro independente na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras.

Email: geral@nvalores.pt