Como poupar na factura da luz

Como poupar na factura da luz

By | 2017-05-19T01:32:49+01:00 18/06/2015|Categories: Aprenda a Poupar|

Os recentes leilões de energia promovidos pela Associação de Defesa do Consumidor (Deco) colocaram na ordem do dia a poupança energética. As constantes notícias sobre este tema levaram muitas pessoas a procurar informação sobre como poupar na conta da luz.

É claro que a inscrição num dos próximos leilões de energia promovidos pela DECO será sempre um fator a ter em conta, até porque segundo as contas desta entidade, esta é uma forma de alcançar uma poupança anual que pode chegar aos seus euros.

Apesar destes números parecerem apelativos, é necessário perceber a “matemática” por trás dos mesmos. Segundo a Deco, na oferta baseada apenas em eletricidade, a poupança máxima é de cerca de 15 euros anuais.

A poupança mais substancial pode ser alcançada no gás, onde as economias podem ir dos 40 até aos 100 euros, dependendo é claro do nível de consumo de cada família.

O primeiro leilão da Deco foi um sucesso inegável, com mais de 600 mil consumidores inscritos. Já o segundo leilão registou um menor nível de interessados, mas ainda assim registou 155 mil inscritos.

Contudo, uma vez que de momento não há nenhum leilão de energia aberto, é importante procurar dicas adicionais sobre como poupar na conta da luz. A simples aplicação de algumas estratégias e ideias básicas permite reduzir de forma significativa o consumo mensal de eletricidade.

Dicas: Como Poupar na Conta da Luz

Quem pretende reduzir a sua conta de eletricidade deve começar por analisar e alterar os seus hábitos domésticos. A maioria das pessoas incorre em inúmeros comportamentos incorretos, que apenas contribuem para aumentar a sua conta da luz.

Muitos destes comportamentos podem parecer inocentes e até pouco relevantes, mas somando todos os pequenos desperdícios, facilmente podemos concluir que estamos a desperdiçar um montante de dinheiro bastante significativo.

Aqui ficam algumas dicas sobre como poupar na conta da luz:

Eletrodomésticos

  • Atualmente, os eletrodomésticos são comercializados com diferentes etiquetas energéticas. Comprar um eletrodoméstico mais eficiente do ponto de vista energético representa uma poupança substancial, por isso procure comprar sempre aparelhos com etiqueta da classe A ou A++;
  • Não deixe os eletrodomésticos em stand-by e opte sempre por desligá-los no interruptor, ou mesmo da tomada.
  • Otimize a utilização dos aparelhos. Por exemplo, se está a ler um livro ou a trabalhar no computador, opte por desligar a televisão. Será que deixar a televisão ligada “para fazer companhia faz realmente sentido?
  • Evite abrir a porta do forno para espreitar o estado do assado. Sempre que abre a porta do forno está a perder 25% do calor, o que significa que o forno precisará de utilizar mais energia para repor a temperatura ao nível em que se encontrava antes.
  • Os frigoríficos devem ser colocados a uma certa distância as portas, janelas e do fogão. Também deve ter o cuidado de nunca colocar alimentos ainda quentes no frigorífico. A temperatura ideal para manter este eletrodoméstico a funcionar de forma eficiente é entre 3º e 5ºC. Temperaturas inferiores a 3ºC obrigam a um consumo excessivo de eletricidade.
  • Evite abrir os frigoríficos e congeladores de forma desnecessária. Se está a cozinhar e se vai precisar de diversos ingredientes, retire tudo de uma vez só.
  • Sempre que estiver bom tempo, evite utilizar a máquina de secar e deixe a sua roupa secar ao ar livre.

Iluminação

  • Não deixe luzes acesas sem necessidade. Sempre que sai de uma divisão desligue a luz;
  • Não utilize abajures excessivamente opacos, já que requerem a utilização de lâmpadas mais fortes, por forma a assegurar um bom nível de iluminação;
  • Se possível, coloque sensores de movimento nos locais de passagem (por exemplo, no hall de entrada);
  • Utilize cores claras nas paredes e nos tetos, já que estes tons conseguem refletir melhor a luz, diminuindo a necessidade de utilizar iluminação artificial.

Climatização

  • Durante o Inverno, procure aumentar a exposição solar, reduzindo assim a necessidade de usar aquecimento e proporcionando uma melhor iluminação natural;
  • Verifique o isolamento da sua habitação, procedendo a eventuais melhorias, se for necessário;
  • Não utilize climatização em áreas da casa onde não se encontra ninguém.

Isolamento da Casa

  • Se possível, instale um bom isolamento nas paredes, chãos e tetos;
  • Não se esqueça de verificar o isolamento das áreas menos habitadas da habitação. Caves e sótãos são muitas vezes áreas negligenciadas;
  • Coloque vidros duplos, que não ajudam apenas a manter a temperatura interior mais agradável, mas que também reduzem os ruídos vindos do exterior.

Se procurava informações sobre como poupar na conta da luz, comece por colocar em prática estas sugestões. Alterar hábitos do quotidiano e otimizar alguns aspetos relacionados com as habitações, ajudam a reduzir de forma substancial a fatura de eletricidade.

Veja A Nossa Sugestão

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2017-05-19T01:32:49+01:00 18/06/2015|Categories: Aprenda a Poupar|

About the Author:

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira dos Portugueses. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt

Leave A Comment