Como investir no longo prazo?

Como investir no longo prazo?

By | 2017-05-19T01:32:55+00:00 07/12/2014|Categories: Onde Investir|

Invista em produtos com mais risco para obter mais retorno. Para alcançar uma maior rentabilidade nos seus investimentos, deve optar por produtos financeiros de maior duração. Neste artigo vamos demonstrar como investir no longo prazo, enunciando diferentes estratégias e opções.

Para investir no longo prazo deve começar por escolher uma estratégia e determinar quais os produtos que melhor se enquadram nas linhas que delineou. Uma vez que uma das regras de ouro do investimento é a diversificação, vamos abordar o investimento a longo prazo, focando sobretudo dois tipos de produtos: as ações e as obrigações de empresas.

Em ambos os casos, são produtos adequados para quem pretende investir no longo prazo e que podem dar bom retorno.

Antes de prosseguirmos, salientamos que os produtos que vamos enunciar neste artigo, são dirigidos a quem pretende fazer um investimento a longo termo. Quem procura investimentos para o curto prazo deve optar por instrumentos financeiros com menor risco – como os depósitos a prazo, certificados de aforro, ou papel comercial.

Agora, se tem a certeza de que não vai precisar de ter acesso ao seu dinheiro nos próximos anos, pode investir em produtos com maior grau de risco, mas com melhor rentabilidade. Aprender como investir no longo prazo é importante, porque este género de investimento geralmente possibilita um maior retorno.

Se tiver a possibilidade de aguardar mais tempo, pode mesmo conseguir uma excelente rentabilidade nos seus investimentos.

Como Investir no Longo Prazo: Os Melhores Instrumentos Financeiros

Para obter sucessos nos seus investimentos de longo termo, deve optar por instrumentos financeiros adequados a esta estratégia. Vamos mostrar-lhe duas opções: as ações e as obrigações de empresas.

Ações

A primeira alternativa que aqui apresentamos é possivelmente aquela mais óbvia quando pensamos em investir. Quem nunca ouviu falar de ações e do mercado bolsista?

Uma ação representa uma ínfima parte do capital de uma ação. Ao ser proprietário de uma ação poderá receber dividendos (no caso de a empresa optar por pagar, é claro), poderá tirar benefícios do aumento de valor da empresa e caso compre ações suficientes, poderá até ter influência na escolha dos quadros que fazem a gestão.

Apesar de muitas pessoas olharem para a compra e venda de ações como um jogo, esta ideia não poderia estar mais errada. Comprar ações é um investimento que deve ser tão planeado quanto possível.

Antes de investir em ações deve saber que este tipo de investimento representa um elevado risco. Contudo, também não deixa de ser verdade que investir numa carteira diversificada de ações pode produzir uma grande rentabilidade.

Caso não se sinta confortável para assumir a gestão da sua carteira de ações, ou se tiver uma capacidade financeira reduzida para investir de forma direta, pode sempre optar pelos fundos de investimento, que possuem a vantagem de ter uma gestão profissional.

Veja também: Aprenda a comprar ações passo a passo

Obrigações de Empresas

Contrariamente ao que acontece relativamente às ações, a maioria dos portugueses não estão muito familiarizado com o conceito de obrigações de empresas. Investir em obrigações de empresas não é mais do que realizar um empréstimo monetário às empresas.

De acordo com este conceito, os investidores assumem o papel de “banco”, ajudando a financiar a empresa no montante em que esta necessita. Assim, as obrigações financeiras funcionam como empréstimos, nos quais a empresa assume o compromisso de pagar uma certa taxa de juro ao credor, nos prazos estipulados.

O principal risco de investir em obrigações de empresas é o da empresar entrar em situação de falência e dessa forma não pagar o valor que deve. Apesar de ser uma situação pouco comum, não deixa de ser uma possibilidade real.

O principal conselho que podemos dar relativamente ao investimento em obrigações é a necessidade de tentar manter a obrigação à data de fim de prazo. Assim, evitará correr o chamado “risco de mercado”.

Estas são as nossas principais dicas relativamente a como investir no longo prazo. Se tem vontade de investir o seu dinheiro, mas se não tem confiança no seu conhecimento sobre os diferentes instrumentos, informe-se relativamente ao funcionamento dos fundos de investimento.

Veja também: Como investir na bolsa

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2017-05-19T01:32:55+00:00 07/12/2014|Categories: Onde Investir|

About the Author:

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira dos Portugueses. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt

Leave A Comment