Como fazer um curriculum vitae para o 1º emprego

Fazer um curriculum vitae não é propriamente difícil, no entanto por vezes é complicado saber o que escrever pois sendo o curriculum vitae para o primeiro emprego, não tem muita experiência que possa ser considerada uma mais-valia no mercado de trabalho.

Neste artigo, o NValores preparou para si algumas dicas valiosas que deve ter em conta quando for escrever o seu curriculum.

Notas importantes sobre o curriculum vitae

Antes de lhe explicar como fazer um curriculum, é importante deixar algumas notas que deve ter em conta quando começar a preencher o seu. Se levar estas dicas à risca, vai ver que é bastante simples.

Veja também: Como encontrar emprego na internet?

1- Não invente

Conforme for preenchendo o curriculum vitae em português vai verificar que várias perguntas podem possibilitar um pouco de floreado a mais. É importante que ponha esse floreado de parte, e seja o mais sincero possível. Se nunca trabalhou, não coloque nada nesse campo (não invente um cargo numa empresa pois só será prejudicial para si).

2 – Utilize o curriculum europeu

Se a sua área de formação não é design, artes, comunicação ou marketing, opte por realizar o curriculum vitae europeu, pois é o mais comum e também aquele que as empresas preferem (não vale a pena exagerar no aspeto do currículo se essa parte pode vir a ser um motivo de exclusão por parte das empresas).

 3 – Tenho cuidado com a fotografia

Nem todas as pessoas são fotogénicas, no entanto é importante que tenha no currículo uma fotografia convencional. A não ser que a vaga seja de modelo, nunca, mas nunca mesmo ponha neste documento uma fotografia de fato de banho, ou num momento de festa ou lazer. O curriculum é algo estritamente profissional, e a sua fotografia pode ser motivo para descartarem o seu currículo sem o lerem.

Dicas para preencher corretamente o curriculum vitae

Existem vários campos que tem de preencher quando está a fazer o seu primeiro curriculum, vamos dizer-lhe o que deve colocar em cada um dos locais.

1 – Dados pessoais

Neste campo, apenas deve colocar o seu nome, morada e contactos (email e número de telefone).

2 – Educação e Formação

Nesta área, deve colocar a sua formação, sendo que vai começar por pôr as datas por ordem decrescente (da mais recente para a mais antiga), salientando sempre as disciplinas mais relevantes do curso ou da licenciatura/mestrado.

3 – Experiência Profissional

Ok, neste campo deve também colocar por ordem decrescente todos os locais onde já trabalhou (e que sejam relevantes para a sua formação como profissional), se já teve 10 empregos diferentes, coloque apenas aqueles onde aprendeu mais coisas e que foram realmente importantes para a sua vida profissional.

Se ainda não teve nenhum trabalho, deixe apenas a indicação que nunca teve hipótese de trabalhar e que se encontra à procura do seu primeiro emprego (nunca coloque informações falsas nesta área do seu curriculum).

4 – Aptidões e Competências

Ok, esta é a parte do seu curriculum onde pode florear um pouco. Deve descrever as suas aptidões pessoais (línguas que fala, carta de condução…), sociais (dinâmico, pontual, extrovertido, organizado, capacidade de comunicação…), organizacionais (espírito de aprendizagem, capacidade de trabalhar sobre pressão, responsabilidade…) e informáticas (domínio do Microsoft Office, domínio da internet da ótica do utilizador…).

5 – Informações adicionais

Neste ponto, pode colocar informações que não se enquadrem nas restantes tipologias, falando um pouco mais sobre si, sem abusar como é óbvio. Mas por exemplo, se fez voluntariado, erasmus, participou em workshops ou concursos é uma boa informação a partilhar no seu curriculum vitae.

Esperamos que este artigo de como fazer um curriculum vitae para o seu primeiro trabalho consiga ajudar a preencher de forma mais fácil o seu currículo. Qualquer questão que tenha relacionada com este tema pode deixar-nos mensagem na caixa de feedback.

Veja também: 10 Dicas para ter sucesso numa entrevista de emprego

Autor: Ricardo Rodrigues

 

CEO e Fundador da RRNValores Unipessoal, Lda, Ricardo Rodrigues gere uma equipa formada por consultores, criadores de conteúdos e programadores que desenvolvem e mantêm uma plataforma gratuita com informação e comparação de produtos bancários.

Formado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e apaixonado pela área Financeira, criou o nvalores.pt em Agosto de 2013 com a missão de garantir uma comparação independente de produtos bancários em Portugal.

Exerceu funções de consultor financeiro independente na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras.

Email: geral@nvalores.pt