Como criar um fundo de emergência

Como criar um fundo de emergência

By | 2017-05-19T01:32:58+00:00 02/10/2014|Categories: Onde Investir|

Um dos aspetos mais importantes da estabilidade financeira de uma família passa pela criação de um fundo de emergência.

Criar um fundo de emergência permite que possa ter a tranquilidade de saber que caso surja alguma urgência financeira imprevista, terá capacidade de resolvê-la.

Mas antes de abordar como criar um fundo de emergência, importa clarificar um ponto: o que é um fundo de emergência?

De uma forma resumida, este tipo de fundo consiste num montante específico de dinheiro que é guardado, por forma a fazer face a qualquer despesa inesperada.

Criar uma poupança com estas caraterísticas permite ter margem de manobra em situações como a doença, desemprego, acidente, divórcio, apenas para dar alguns exemplos. Porque nunca se sabe quando poderá acontecer algo inesperado, é fundamental criar alguma margem de manobra.

Muitas pessoas por estarem, neste momento a trabalhar, acreditam que não precisa de criar um fundo de emergência. Na verdade, todas as pessoas devem ter uma poupança deste género. O estado profissional e o nível de rendimentos são irrelevantes, uma vez que qualquer pessoa pode deparar-se com situações adversas na sua vida.

Como Criar Um Fundo de Emergência

Determinar o Valor Certo

Será que existe um valor certo para a criação de um fundo de emergência?

Na verdade, não existe um valor específico, mas podemos determinar um intervalo “de segurança”, que constitui um valor recomendado para um fundo de emergência.

Idealmente, um fundo de emergência é constituído no mínimo por 6 vezes o montante das despesas de um agregado familiar. Este valor deve incluir também as despesas que não são habituais, como por exemplo o pagamento de seguros ou de impostos como o IMI ou o IUC.

Embora seis vezes o montante das despesas mensais seja o mínimo recomendável, este valor pode ser mais elevado, não devendo contudo ultrapassar os 12 meses.

Geralmente, seis a doze meses é um período suficiente para resolver a maioria das situações que possam surgir. Por outro lado, constituir um fundo de emergência com mais de 12 meses pode não ser a melhor das ideias, uma vez que pode estar a perder dinheiro. O excesso de dinheiro pode ser canalizado para uma aplicação mais rentável.

Sempre que ocorrer uma situação significativa no valor das despesas mensais, ou se situação profissional mudar, pode ser necessário reajustar o fundo de emergência.

Onde Colocar o Dinheiro?

É talvez a questão mais simples relativamente a como criar um fundo de emergência: onde colocar o dinheiro desta poupança?

Uma vez que a intenção passa por ter acesso rápido a este dinheiro, mas de forma a que não seja possível utilizado nas despesas diárias, o melhor destino para um fundo de emergência é fazer um depósito a prazo, no qual seja possível fazer uma mobilização antecipada.

Outras possíveis opções incluem fundos de tesouraria, mas de forma geral, a melhor escolha é exatamente o depósito a prazo.

Pode aprender mais sobre como criar um fundo de emergência ao visualizar o vídeo que publicamos em seguida:

Veja A Nossa Sugestão

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2017-05-19T01:32:58+00:00 02/10/2014|Categories: Onde Investir|

About the Author:

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira dos Portugueses. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt

Leave A Comment