Alterações na entrega da declaração de IRS em 2019 - NValores

Alterações na entrega da declaração de IRS em 2019

By | 2019-02-08T20:07:44+00:00 08/02/2019|Categories: Impostos|Tags: |
Mudanças no IRS 2019

São raros os anos em que não existem alterações no preenchimento ou entrega da declaração de IRS. Assim, podemos desde já frisar que existem inúmeras mudanças no IRS em 2019.

Como ainda falta algum tempo para proceder ao preenchimento e entrega da sua declaração, resolvemos explicar-lhe todas as alterações implementadas em 2019.

Dessa forma, esperamos muni-lo da capacidade de perceber atempadamente tudo o que precisa fazer, para poder no prazo correto proceder à entrega do IRS sem erros.

Conheça as principais alterações no IRS em 2019

Desde prazos de validação mais alargadas, a novos campos que devem ser preenchidos pelos trabalhadores a recibos verdes, 2019 é sem qualquer sombra de dúvida um ano de mudanças no IRS.

Se não sabe bem o que esperar, nada como continuar a ler para perceber todas as mudanças no IRS em 2019.

1 – Prazo de validação das faturas mais alargado

Esta é uma das alterações que podem beneficiar os contribuintes mais esquecidos. Se até ao ano passado a data para validação das suas faturas no e-fatura era dia 15 de fevereiro, saiba que a partir de 2019 tem mais 10 dias para o fazer.

Assim, atualmente pode validar todas as faturas até dia 25 de fevereiro. Tenha em mente que esta validação é essencial uma vez que apenas as faturas validadas são tidas em consideração na altura de preencher a declaração de IRS.

2 – Aumento do prazo para reclamar

Como o aumento da data para validar as suas faturas, aumenta também o prazo para poder reclamar junto das finanças algo que não esteja correto.

A par disso, até dia 15 de março são feitos os apuramentos das deduções por parte das finanças.

Dessa forma, tem até dia 31 de março para reclamar do que achar que não é justo. A par desse reclamação, é importante que independentemente de obter resposta, faça o preenchimento e entrega da sua declaração dentro do prazo legal (evitando coimas desnecessárias).

3 – Mais um mês para entregar o IRS

Outra das mudanças no IRS em 2019 é o fato de o preenchimento e entrega da declaração ser realizado entre 01 de abril e 30 de junho.

Assim os contribuintes têm mais um mês para proceder ao preenchimento e submissão da declaração de imposto sobre pessoas singulares.

Desse modo, já não tem nenhuma desculpa para deixar o prazo caducar e pagar uma coima.

Veja também este artigo: Todos os prazos para entregar o IRS

4 – Alterações nos diversos anexos

Quem não tem a sorte de ter acesso ao preenchimento automático da declaração de IRS, sabe que é preciso estar atento a todos os pormenores.

Assim sendo, houve várias alterações no IRS em 2019 no que concerne o preenchimento de diversos anexos.

Resumidamente:

  • Anexo A – Este anexo passou a incluir um campo dirigido ao incentivo fiscal pela aquisição de participações sociais pelos trabalhadores (no caso de micro ou pequenas empresas constituídas há menos de 6 anos)
  • Anexo B – Para os trabalhadores independentes, existe agora um novo campo que deve ser preenchido. Trata-se de um campo associado às despesas e encargos com a prática da atividade. A par disso, existe também um novo campo que deve ser preenchido por quem recebeu mais-valias resultantes de indemnizações causadas pelos incêndios
  • Anexo F – Além da identificação dos prédios recuperados, passa a ser possível identificar imóveis qualificados como loja com história e imóveis rurais arrendados a entidades de gestão florestal
  • Anexo H – Nas despesas dedutíveis e benefícios fiscais foi criado um espaço para as famílias que têm dependentes a estudar a mais de 50 km de casa (assim têm uma majoração nas despesas de educação)

5 – Partilha de despesas de guarda conjunta

Outra das mudanças no IRS em 2019 passa pela possibilidade de pais separados poderem quantificar as despesas estabelecidas em acordo de regulação das responsabilidades parentais.

A par disso, a identificação dos dependentes deve também indicar se existe residência alternada dos dependentes.

Estas são as 5 principais alterações no IRS em 2019. Agora que já está a par das mesmas, não deixe os prazos legais serem ultrapassados, evitando não obter o máximo reembolso ou o mínimo de pagamento.

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2019-02-08T20:07:44+00:00 08/02/2019|Categories: Impostos|Tags: |

About the Author:

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira dos Portugueses. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt