Novas Tabelas de Retenção na Fonte IRS 2018

By | 2018-01-19T16:45:29+00:00 19/01/2018|Categories: Impostos|Tags: |

O orçamento de Estado para 2018 já está fechado, e uma das alterações que pode interessar à grande maioria dos portugueses, são as novas tabelas de retenção na fonte IRS 2018.

Crédito Pessoal NValores

Muita coisa mudou, e este ano, as tabelas de retenção na fonte contemplam os 7 escalões, o que na prática faz com que milhares de portugueses possam efetivamente poupar nos descontos que são realizados.

No entanto, um ponto importante é que a partir de 2018, o cálculo do IRS vai voltar a ser realizado através de uma única tabela, já que a sobretaxa de IRS em 2018 já não existe para nenhum escalão.

1 – Tabelas de IRS 2018

As tabelas de retenção mensal na fonte, foram agora atualizadas, mantendo-se em linha com o que havia sucedido com os escalões de IRS em 2018.

Contrariamente ao que tinha vindo a acontecer desde 2013, em 2018 houve uma alteração às taxas aplicadas em cada escalão, mas também ao número de escalões existentes, assim como, os valores de referência de cada um.

É importante frisar, que tal como tem acontecido nos últimos nos, quem se encontra no limiar dos escalões de rendimento, não vai sofrer nenhuma penalização na retenção mensal que é realizada.

Pode fazer o download das tabelas de retenção na fonte para o continente de seguida.

Pode fazer o download das novas tabelas de IRS em 2017 para o Continente:

  • Download das Tabelas de IRS 2017 em PDF
  • Download das tabelas de IRS 2017 em Excel (xls)

Se pretende apenas verificar as tabelas de retenção na fonte de IRS 2018 para os pensionistas, pode ver o artigo Tabelas de IRS para pensionistas em 2018.

Se pelo contrário procura apenas as tabelas de retenção na fonte de IRS para deficientes poder ver tudo no artigo Tabelas de IRS para deficientes em 2018.

Frisamos que as mesmas são válidas apenas para o continente, dado que para as ilhas ainda não existe publicações oficial, encontrando-se a vigorar as de 2017.

2 – Onde consultar as tabelas de retenção na fonte de IRS 2018

Tal como já verificámos, as tabelas de retenção na fonte de IRS em 2018 foram atualizadas, assim como os escalões e os respetivos valores de referência.

Mas, uma boa notícia para quem se encontrava nos últimos escalões, é que a partir de 2018, apenas vai ser preciso a consulta de uma tabela de retenção na fonte, já que a sobre taxa foi abolida este ano (para os escalões que ainda estavam a ser taxados).

As tabelas de retenção na fonte para 2018 foram publicadas em Diário da República a dia 2 de janeiro de 2018, através do despacho nº 84-A/2018, e pode no mesmo consultar as novas tabelas.

Segundo as novas tabelas de IRS, são milhares as famílias portuguesas e que têm uma menor capacidade financeira que vão continuar sem pagar IRS em 2017, assim como as que se encontravam no escalão seguinte por estarem no limiar do valor.

Contudo, é importante frisar que quem aufere até 632 euros não irá fazer retenção na fonte de IRS (sendo que este valor era de 615 euros em 2017 e 610 em 2016).

Para o contribuintes casas em que apenas um dos membros do agregado familiar recebe rendimentos, a retenção será realizada a partir dos 641 euros, tal como aconteceu no ano passado.

3 – Tabelas de 2017

Se quiser comparar as tabelas de retenção na fonte de IRS de 2018 com 2017, poderá fazer download das mesmas.

4 – Calculo do salário liquido para 2017

Com todas as alterações que foram realizadas relativamente aos escalões de IRS, assim como às taxas de retenção na fonte de IRS em 2017, pode haver por parte de milhares de contribuintes algumas dúvidas relativamente ao cálculo do salário líquido.

No caso de quer saber qual é o valor do seu salário liquido, pode utilizar o nosso simulador, esclarecendo assim todas as dúvidas que possa ter sobre este tema.

No entanto, na prática, mantém-se a diminuição da retenção na fonte para as famílias que têm filhos.

Se levarmos em conta os dados disponibilizados pelo Ministério das Finanças, as pessoas que continuam a ser beneficiadas com a nova realidade imposta por estas novas tabelas de retenção serão mais de 1,8 milhões.

As famílias mais numerosas, os contribuintes com menores rendimentos e os agregados monoparentais vão continuar a ter benefícios no IRS de 2018.

5 – Fim da sobretaxa de IRS em 2017

Se em 2016 quem se encontrava no 1º escalão de IRS viu abolida a sobretaxa de IRS, em 2017 o 2º escalão também deixou de pagar a mesma, sendo que, para os restantes escalões a mesma foi sendo retirada de forma faseada.

Desde novembro de 2017 que nenhum escalão de IRS está a pagar esta sobretaxa, fazendo com que haja um impacto positivo na vida de muitas pessoas.

É importante salientar, que a par com a abolição da sobretaxa de IRS, e dos escalões, houve um aumento do ordenado mínimo nacional para os 580€. Tudo somado, acabam por ser grandes novidades para este ano que ainda agora começou.

Como vê, 2018 ainda agora começou e milhares de pessoas já entram a poupar neste novo ano.

Partilhe connosco a sua opinião.

Veja também:

Telecomunicações NValores

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa pgina noFacebook

By | 2018-01-19T16:45:29+00:00 19/01/2018|Categories: Impostos|Tags: |

3 Comments

  1. Jaime Maia 20/01/2017 at 10:55 - Reply

    Bom dia
    O meu pai faleceu no final de 2015 e em Janeiro de 2016 a minha mãe, eu e a minha irmã procedemos à habilitação de herdeiros.
    Como a minha mãe tem 93 anos e por acordo de todos, fiquei eu cabeça de casal da herança.
    O meu pai era sócio de uma sociedade por quotas, da qual também sou sócio e como não houve partilha dos herdeiros da sua quota, a mesma ficou em meu nome, da minha mãe e da minha irmã e portanto indivisa.
    Como no ano de 2016 houve distribuição de lucros pelos sócios, nessa quota foi creditado o valor respetivo com retenção do IRS na fonte sendo indicado o meu NIF pessoal uma vez que sou o cabeça de casal da herança.
    A minha pergunta vai no sentido de me informarem e uma vez que o IRS foi retido na fonte, terei mesmo assim de declarar na minha declaração de IRS em Abril!
    Desde já agradeço uma resposta ao exposto.

  2. Raul Veloso 09/05/2016 at 09:25 - Reply

    taxas a aplicar s/ rendimento colectável – normal A e média B – Quando e como se aplicam ?

    O que é normal A e média B ?

  3. Fernando Gilberto Víctor Meireles de castro 06/05/2016 at 15:45 - Reply

    Agradeço, desde já, a informações que me possam dar em relação às seguintes questões:

    (Sou pastor e presidente de uma igreja evangélica (clero) que é pessoa coletiva religiosa, que iniciou as suas funções há pouco tempo)

    1ª A Igreja pode pagar o subsídio de refeição ao Pastor e à Assistente Pastoral, estando eles a receber 628 euros e 419,22 euros, respetivamente?

    2º O limite de 633 euros de salário para que a retenção na fonte seja 0 permanece para o ano de 2016 ou será alterado?

    Cumprimentos.

Leave A Comment