Posso pagar o IRS 2017 em prestações

By | 2017-08-01T18:17:31+00:00 31/07/2017|Categories: Impostos|Tags: |

Embora a economia portuguesa tenha melhorado significativamente nos últimos anos, a verdade é que o clima generalizado da crise ainda assola muitas famílias portuguesas que têm ainda imensas dificuldades em proceder ao pagamento da totalidade dos impostos de uma única vez.

Simular crédito online

Assim sendo, tal como aconteceu no ano passado, a verdade é que em 2017 também vai ser possível pagar o IRS em prestações.

Se é uma das milhares de pessoas que neste momento ainda se encontra com dificuldades financeiras, este artigo é para si. Iremos explicar-lhe tudo o que necessita saber para realizar o pagamento faseado do valor apurado na declaração de IRS de 2017.

Saiba como pagar o IRS 2017 em prestações

Pode pagar o IRS em prestações desde que não tenha qualquer tipo de dívida às finanças relativa a outros impostos (por exemplo IUC ou IMI).

Ou seja, de forma simples, no caso de dever dinheiro ao fisco terá obrigatoriamente de pagar o IRS até dia 31 de agosto (data em que termina o pagamento voluntário do IRS).

Como fazer o pedido para realizar o pagamento do IRS 2017 em prestações

Existem duas formas distintas de realizar o pedido de pagamento em prestações do IRS, sendo que uma das formas é solicitar diretamente no serviço das Finanças da sua área de residência e a outra passa por fazer o pedido eletrónico no portal das Finanças.

É importante que escolha a opção com a qual se sente mais à vontade. Se optar por se deslocar a à repartição das finanças pode aproveitar para esclarecer pessoalmente todas as dúvidas que tiver.

Se optar pelo pedido online, pode ligar para o Centro de Atendimento Telefónico da Autoridade Tributária e Aduaneira – 707 206 707.

É importante salientar que não existe nenhum impresso específico para o efeito, sendo que deve escrever o seu pedido. Apenas precisa de ter consigo o seu NIF (número de identificação fiscal) e a identificação da dívida.

Quando Pedir o Pagamento do IRS em Prestações

Idealmente, deve avançar com o pedido de entrega do IRS em prestações assim que receber a carta para pagar. No caso de deixar passar o prazo de pagamento voluntário, não deixe que esse prazo seja excedido em 15 dias, evitando assim dores de cabeça.

É importante ter em conta que a aprovação (ou não) do pedido, pode demorar até 15 dias.

Como funciona o pagamento em prestações

Caso o seu pedido de pagamento do IRS em prestações em 2017 seja aceite, o mesmo vai ser realizado através de um plano de prestações mensais, sendo desde já impossível indicar qual o número de prestações que será aplicado (uma vez que o mesmo depende do valor que tenha em dívida).

Contudo, é importante salientar que as prestações podem ser no máximo 36, mas vai obviamente depender do valor da dívida.

Salientamos ainda, que fica isento da prestação de garantias todos os contribuintes que tenham uma dívida menor que 5.000€ e que faça o pagamento em 12 ou menos prestações.

Na tabela seguinte pode ver o valor das prestações de acordo com o montante em dívida.

Número de PrestaçõesMontante da Dívida
2 PrestaçõesDe 204 a 350 euros
3 PrestaçõesDe 351 a 500 euros
4 PrestaçõesDe 501 a 650 euros
5 PrestaçõesDe 651 a 800 euros
6 PrestaçõesDe 801 a 950 euros
7 PrestaçõesDe 951 a 1100 euros
8 PrestaçõesDe 1101 a 1250 euros
9 PrestaçõesDe 1251 a 1400 euros
10 PrestaçõesDe 1401 a 1550 euros
11 PrestaçõesDe 1551 a 1700 euros
12 PrestaçõesDe 1701 a 5000 euros

 

É importante salientar que a cada uma das prestações, vai acrescer o valor dos juros de mora que atualmente se encontram nos 4,966%, e que a mesma deve ser realizada até ao final de cada mês, sob forma de execução fiscal.

Questões importantes sobre o pagamento do IRS em prestações

Ter a hipótese de pagar o valor do IRS em prestações pode ser um grande alívio para as famílias portugueses que se encontrem ainda com algumas dificuldades, contudo, não se esqueça que irá estar a pagar juros até ao final das prestações, sendo por isso imprescindível que tente obter o mínimo de prestações.

Avalie bem a situação, e pondere se não é melhor tentar fazer um esforço e tentar saldar logo o valor total em dívida.

Se não for mesmo possível, siga de forma religiosa o pagamento do plano estipulado, de forma a não entrar num processo complicado.

Esperamos ter esclarecido as suas dúvidas relativamente ao pagamento do IRS em prestações em 2017.

 

Veja também: Reembolso do IRS

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

By | 2017-08-01T18:17:31+00:00 31/07/2017|Categories: Impostos|Tags: |

4 Comments

  1. Maria adelia 21/04/2017 at 13:23 - Reply

    O ano passado paguei 2100 euros de IRS, Este Ano posso pagar em prestações se for o mesmo montante? Informe-me por favor até quanto o valor a solicitar em prestações…

  2. Maria Silvestre 07/11/2016 at 20:59 - Reply

    Fui herdeira de um prédio composto por rés-do-chão e primeiro andar , não está dividido em propriedade horizontal, sendo que no primeiro andar existia uma inquilina já bastantes anos e nas finanças estas rendas nos últimos anos não têm sido declaradas. Logo que fui proprietária do prédio, tenho passado recibos em papel uma vez que tenho mais de 65 anos, no próximo ano, em Janeiro, tenho que preencher o mod. 44 segundo informação das Finanças, será que esta informação está correcta ou há mais alguma coisa a fazer ? Obrigada

  3. José Oliveira 14/10/2016 at 00:35 - Reply

    Boa noite
    Falhei involuntariamente uma prestação do pagamento parcial do irs, recebi uma carta das finanças a notificar-me que o processo de prestações foi interrompido. Posso pagar nas finanças essa prestação e continuar o plano de pagamentos.
    Atentamente
    José Oliveira

  4. Ana Filipa Graça 23/07/2016 at 14:52 - Reply

    Porque pagar quando a simulação era para receber

Leave A Comment