Renegociar o Crédito Pessoal

Quando a situação económica de uma família se começa a degradar e os rendimentos mensais se tornam escassos para fazer face à liquidação do crédito pessoal, pode ser importante considerar renegociar o crédito pessoal.

Antes de entrar em incumprimento, pode e deve contactar o seu banco, com o objetivo de renegociar o crédito pessoal. Esta é uma solução que lhe permitirá continuar as pagar as suas dívidas, sem comprometer por completo a sua capacidade financeira.

No passado, esta era uma opção quase esquecida por parte dos consumidores, mas a crise acentuada e o maior acesso a informação financeira, têm levado muitos portugueses a recorrer a esta solução.

Contudo, antes de avançar para a renegociação do seu crédito deve ponderar todos os aspetos a favor e contra esta decisão. Apesar de parecer quase sempre uma ótima decisão, a verdade é que em algumas situações, optar por renegociar um crédito pode colocar os consumidores ainda numa posição mais desfavorável.

Cada instituição de crédito pode apresentar condições de renegociação muito diferentes e por isso é fundamental reunir toda a informação antes de tomar qualquer decisão definitiva.

Consulte a Instituição Sobre a Possibilidade de Renegociar o Seu Crédito Pessoal

Uma vez que qualquer renegociação do crédito pessoal implica um acordo entre ambas as partes – instituição e cliente, é fundamente que exista diálogo.

Assim, após analisar as eventuais vantagens de renegociar o seu empréstimo, deve pedir aconselhamento junto da sua instituição.
Explique detalhadamente o contorno da sua situação, de modo a que todas as alternativas viáveis e adequadas para a sua situação lhe sejam apresentadas.

É importante que não esconda informação do seu banco e que os informe devidamente sobre a sua atual situação económica.

Avalie Cuidadosamente a Proposta de Renegociação

Existem diversas formas de renegociar um empréstimo pessoal e por isso é importante conhecer todas as possibilidades, por forma a entrar nas negociações na posse de todas as informações.

A renegociação pode incluir: alteração das taxas de juro, aumento do prazo de pagamento ou aumento das mensalidades.
Em qualquer um dos casos, é necessário fazer os devidos cálculos, para que seja possível averiguar se a proposta em equação irá ser realmente positiva para a sua situação financeira.

É também importante pensar em toda a extensão do empréstimo e não apenas na situação presente.
Renegociar o crédito pessoal também poderá acarretar outros custos. É comum que as instituições bancárias cobrem comissões pelas alterações contratuais.

Desta forma, é fundamental que todos os custos adicionais sejam analisados ao pormenor, para evitar surpresas desagradáveis.
Uma renegociação do crédito pessoal apenas é realmente interessante quando acarreta condições mais vantajosas para o cliente. Caso, se conclua que a proposta apresentada não irá realmente ajudar a melhorar a situação, o melhor é decliná-la.

O Seu Guia Prático do Crédito Pessoal

Em diversas situações, incluindo numa renegociação do crédito pessoal, ter acesso a um guia prático do crédito pessoal pode ser extremamente útil, ajudando a esclarecer dúvidas e potenciando a tomada de decisões mais inteligente e informadas.

Por isso, disponibilizamos aqui um excelente Guia Prático do Crédito Pessoal, o qual pode ser impresso e servir como apoio em qualquer situação em que seja necessário.