Comparar Créditos Alternativos Antes de Contratar

O mercado financeiro está hoje repleto de opções, as quais oferecem condições bastante diferentes. Desta forma, é crucial comparar créditos alternativos, pesquisar e analisar, antes de partir para a contratação de um novo crédito.

comparar creditos

A necessidade de comparar alternativas deve ser aplicada a todos os tipos de créditos: crédito pessoal, crédito habitação, crédito automóvel, etc. Qualquer que seja o tipo de crédito, existe sempre espaço para procurar condições mais vantajosas.

O consumidor deve ter noção da realidade do mercado do crédito e saber que cada instituição estabelece as caraterísticas dos seus produtos, estipulando também as taxas de juro que serão aplicadas.

Isto significa que é fácil encontrar grandes disparidades em termos de taxas de juros e que uma simples pesquisa pode ajudar a poupar centenas, ou até milhares de euros.

É através da comparação entre diferentes produtos de crédito, que os consumidores podem identificar qual é o empréstimo mais vantajoso para si.

A importância das FIN

A ficha de informação normalizada (FIN) é um elemento fundamental na procura pela melhor opção de crédito possível.

Nas FIN, as instituições de crédito são obrigadas a enunciar todos os encargos que os consumidores terão que suportar durante o empréstimo. É importante salientar que a taxa de juro constitui apenas uma parte da totalidade dos encargos suportados pelos clientes.

Outras despesas comuns num processo de contratação de créditos incluem: comissões, despesas, etc. A TAEG (Taxa Anual de Encargos Efetiva Global) reflete a totalidade dos encargos, representando o custo total do empréstimo.

O consumidor deve também ter a perceção de que a soma dos seus encargos irá depender de vários parâmetros, como: o montante do empréstimo, o prazo de pagamento, o regime da taxa de juro e a modalidade de reembolso.

Uma vez que existem tantos aspetos a analisar, a melhor forma de comparar créditos alternativos é através da TAEG.

A TAEG quantifica a totalidade dos encargos associados aos créditos, constituindo assim a melhor forma de comparar diferentes opções.

No caso do crédito pessoal, é importante saber que diferentes finalidades de crédito, significam valores máximos de TAEG diferentes. Por exemplo, quem está a contrair um crédito pessoal com a finalidade de estudar ou de investir em energias renováveis, tem acesso a taxas de juro mais competitivas do que quem está a pedir um empréstimo para férias.

O desconhecimento deste tipo de informação pode originar a contratação de produtos de crédito, com condições menos interessantes do que aquelas que seriam possíveis de alcançar, caso estivesse na posse de toda a informação.

Utilize o nosso guia prático do crédito pessoal

É verdade que pode tirar bastantes ilações sobre uma proposta de crédito através da leitura da sua FIN e da sua minuta de contrato, mas por vezes, é importante ter acesso rápido e simples a mais informação sobre a contratação de crédito.

Com base nesta necessidade, disponibilizamos aqui um guia prático de crédito, que tem como principal intuito oferecer acesso imediato a toda a informação de que necessita sobre o processo de contrair um crédito, bem como sobre as suas responsabilidades e deveres.