crédito consolidado

Há uma bolha imobiliária em Portugal?

By | 2017-08-30T04:33:58+00:00 30/08/2017|Categories: Crédito à Habitação|
Bolha imobiliária

A verdade é que não é incomum ouvirmos nas noticias informações relativamente à possibilidade de existir em Portugal uma bolha imobiliária.

Crédito Habitação

Contudo, a verdade é que, embora esta situação tenha ocorrido em Espanha há já alguns anos, a grande maioria dos portugueses não sabe ao certo o que é que significa e quais as consequências associadas à mesma.

Desta forma, e numa altura em que tanto se fala de um aumento da facilidade de comprar casa em Portugal, resolvemos explicar-lhe o que é efetivamente uma bolha imobiliária e quais as consequências associadas à mesma.

O que é uma bolha imobiliária?

Todos os setores da economia, são regulados pela lei da oferta e da procura, que procura de forma prática manter o equilíbrio entre a oferta e a procura de determinados produtos ou serviços.

De forma simples a procura de um determinado produto é diretamente influenciada pelo consumidor final, pelo preço, pela qualidade e em última instância pela facilidade de compra.

Assim sendo, é importante ter em conta que o mercado imobiliário também se regula pela lei da oferta e da procura.

Estamos numa altura, em que Portugal, apesar de se encontrar ainda a sair de uma situação económica desfavorável, tem aumentado de forma significativa a concessão de créditos para a aquisições de imóveis.

Este aumento, leva a que milhares de pessoas que querem comprar uma casa, comecem finalmente a recorrer aos bancos de forma a poderem adquirir a mesma.

Contudo, isto leva a que haja um aumento desenfreado da procura de casas, fazendo com que a procura de imóveis seja superior à oferta existente no mercado, levando a um aumento considerável dos preços dos mesmos.

Com a subida rápida do preço de compra, quem tem efetivamente dinheiro, acaba por investir na compra de imóveis para alugar ou para revender posteriormente a um preço muito superior.

Desta forma, estão dados os primeiros passos para que estoire uma bolha imobiliária.

6 Passos para que se forme uma bolha imobiliária

A verdade é que uma bolha imobiliária não estoira de um dia para o outro, são precisos meses ou em alguns casos anos para que a mesma rebente.

Contudo, são 6 os passos que levam à sua existência.

Conheça-os de seguida.

1 – Existe um aumento bastante significativo da procura por imóveis em todo o país, logo o preço dos mesmos irá começar a subir.

2 – Existe um aumento de investidores que compram diversos imóveis para alugar ou para vender a um preço superior (conseguindo assim ganhar dinheiro com a compra e venda dos mesmos).

3 – O preço dos imóveis acaba por subir em demasia, fazendo com que potenciais compradores acabem por evitar investir, uma vez que os valores estão demasiado altos. Nesta altura, os mesmos ponderam seriamente alugar uma casa em vez de comprar.

4 – Existe um aumento significativo na procura de imóveis para alugar, o que faz com que o valor das rendas aumente de forma exponencial.

5 – O preço dos imóveis para compra começa a baixar de forma significativa em todo o mercado, uma vez que se verifica uma considerável diminuição na procura.

6 – O preço dos imóveis no geral desce drasticamente, pois os investidores começam a vender as casas ao desbarato de forma a conseguirem desfazer-se das mesmas.

Como vê, não é muito difícil criar uma bolha imobiliária, pois a mesma depende inteiramente da lei da oferta e da procura.

Está Portugal a entrar numa bolha imobiliária?

Pois bem, sempre que existe um aumento de preços dos imóveis além do razoável, começa a especular-se se vai ou não existir uma bolha imobiliária em Portugal.

Contudo, de acordo com o presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), a subida de preços acima dos valores esperados encontra-se concentrado apenas em algumas cidades Portuguesas (Lisboa, Porto e Algarve).

Uma análise realizada pela Comissão Europeia ao aumento significativo dos preços das casas em Portugal, revelou que houve realmente um aumento do valor médio do imobiliário em cerca de 7,6%, sendo o mesmo verificado como a recuperação dos valores existentes antes da crise económica que assolou Portugal nos últimos anos.

É ainda importante ter em conta, que uma bolha imobiliária não acontece apenas numa parte do país, é algo que acontece simultaneamente em todo o País.

Assim sendo, o fato de cidades como Lisboa, Porto e Algarve estarem a praticar preços de venda superior ao que deveriam, não é um sinal indicatório de que algo esteja efetivamente errado.

Apenas significa, que nessas cidades, a procura se intensificou de forma superior e isso levou a um aumento dos preços de venda.

Agora que já sabe o que é uma bolha imobiliária e como é que a mesma funciona, não precisa de se preocupar muito com essa questão, uma vez que não existe nenhuma previsibilidade de a mesma ocorrer em Portugal.

Pelo menos nos próximos anos.

Se está neste momento a ponderar comprar a sua primeira casa ou uma casa para arrendar, e não sabe ao certo por onde começar a sua análise, consulte-nos e peça uma simulação pois podemos ajudá-lo a obter as melhores soluções de financiamento para concretizar o seu sonho.

Salientamos que temos à sua disposição diversos consultores financeiros, que devido ao seu conhecimento de mercado, podem conseguir obter o crédito mais barato e com o spread mais baixo que melhor se adapte às suas necessidades e ao que está efetivamente à procura.

Gosta do nosso trabalho?

Siga a nossa página no Facebook

Simular crédito habitação
By | 2017-08-30T04:33:58+00:00 30/08/2017|Categories: Crédito à Habitação|

Leave A Comment